menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe

Mais de 1,4 mil presos que deixaram penitenciárias do Estado para o Natal continuam nas ruas

Dados da Secretaria de Administração Penitenciária informam que 32.754 obtiveram o benefício no exercício de 2019

Agência Brasil, Band Mais

06h08 - 12/01/2020

Atualizado há 5 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Mais de 1,4 mil presos beneficiados pela saída temporária de Natal no ano passado, dentre os quais 145 das unidades de Campinas e Hortolândia, não voltaram à cadeia no estado de São Paulo. De acordo com dados da Secretaria de Administração Penitenciária, 32.754 obtiveram o benefício no exercício de 2019. Destes, retornaram aos presídios 31.266 (95,4%) e 1.488 não retornaram.

A saída temporária é um benefício previsto na Lei de Execuções Penais e precisa de autorização judicial para ser efetivada.

Os condenados que cumprem pena em regime semiaberto e têm bom comportamento podem obter autorização para a chamada saidinha, por prazo não superior a sete dias, em até cinco ocasiões por ano. Apenas os detentos que tenham cumprido, no mínimo, um sexto da pena, em caso de primários, e um quarto, se reincidentes, podem reivindicar o benefício.

Os presos que não retornam à unidade prisional passam a ser considerados foragidos e perdem, automaticamente, o benefício do regime semiaberto. Quando recapturados, o detentos voltam ao regime fechado.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade