menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

AME Campinas começa a atender população no dia 1º de outubro

Unidade deixa de atender pacientes com covid-19 e vai ofertar exames, consultas e cirurgias

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

10h39 - 11/09/2020

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de Campinas vai passar a partir do dia 1º de outubro a oferecer consultas, exames e procedimentos ambulatoriais para moradores da cidade e região, já que a unidade é gerida pelo governo do Estado.

Com isso, a unidade de saúde, que abriu em abril, deixa de atender exclusivamente pacientes com covid-19.

Neste ano serão oferecidas 22 especialidades médicas e não médicas: Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Urologia, Dermatologia, Vascular, Anestesiologia, Ortopedia, Mastologia, Cirurgia Plástica e Geral, Enfermagem, Fisioterapia, Psicologia, Nutrição e Terapia Ocupacional.

A unidade tem capacidade de atender, mensalmente, 7 mil consultas, 1 mil exames e 300 cirurgias de menor complexidade. Somente neste ano, estão previstos 24 mil atendimentos nessas diferentes áreas.

De acordo com o Estado, com a queda na demanda de covid-19, o espaço agora passa por ajustes e medidas de desinfecção, seguindo todos os protocolos de higienização para operar dentro de seu perfil assistencial. Campinas está com 1.112 mortes e 30.146 casos confirmados da doença.

De acordo com o Estado, o agendamento de cada paciente deve ser feito pelo município de residência, por meio do sistema Cross (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde), na modalidade ambulatorial. A oferta acontecerá gradualmente, com agendamentos programados e em conformidade aos protocolos de segurança e prevenção da COVID-19.

Com a nova dinâmica de funcionamento, eventuais casos de coronavírus da região poderão ser redirecionados a outros serviços de referência, como o Hospital das Clinicas da Unicamp e o Hospital Estadual de Sumaré.

Covid-19

Foram atendidos 297 pacientes com coronavírus desde o dia 16 de abril até o dia 10 de setembro. Neste período, foram 216 altas.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade