menu 25-anos
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Ameaça de morte a pré-candidato a prefeito causa nova confusão na Câmara de Campinas

Caso foi parar no 5º Distrito Policial

Blog da Rose

17h15 - 01/11/2019

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Um dia depois de vir à tona que o pré-candidato a prefeito pelo DEM, Juan Quiros, foi ameaçado de morte, uma nova confusão foi registrada na Câmara de Campinas nesta sexta-feira (01/11).

A confusão foi gerada por Rodrigo Pavane, conhecido como VR, e que seria o autor das ameaças contra o democrata. Ele esteve no período da manhã no gabinete do vereador Campos Filho (DEM) discutiu com a chefe de gabinete do parlamentar. Ele teria ido tomar satisfação sobre a caso.

VR disse que Quiros morreria entre os dias 7 e 8. Diante das ameaças, o pré-candidato foi à polícia e está com escolta policial desde a última quarta-feira.

Agora à tarde, funcionários do gabinete de Campos vão até o 5º Distrito Policial para registrar BO (Boletim de Ocorrência) contra Pavane.

Outro lado

Rodrigo Pavane negou que tenha ameaçado de morte Juan Quiros. “Quando eu disse que ele seria morto nos dias 6 e 7 era politicamente. Não estava dizendo que iria matá-lo. Ele foi inteligente e fez marketing sobre isso”, disse Pavane.

VR disse que esteve no gabinete de Campos para esclarecer o assunto. “Houve um bate-boca entre eu e ela (chefe de gabinete). O problema é que o DEM está dividido e ninguém aceita o Quiros”, disse VR. Ele afirmou que está entrando no DEM e que o partido é governo. Segundo VR, Samuel Rosilho, presidente do DEM e que foi secretário de Jonas, é quem define o apoio e, portanto, estaria na base de Jonas.

Essa informação, porém, é rejeitada pelo vereador Campos Filho. Segundo ele, o DEM deixou de fazer parte da base de sustentação do prefeito Jonas Donizette (PSB).

publicidade
publicidade
publicidade