menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Após críticas à reabertura, Jonas chama vereador de “profeta do caos”

Vereador disse que flexibilização vai aumentar casos e mortes por covid-19

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

18h30 - 28/05/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), disse que o vereador e médico sanitarista, Pedro Tourinho (PT), é “profeta do caos”. O petista criticou a flexibilização da quarentena que vai permitir a reabertura do comércio, shoppings e igrejas a partir de segunda-feira (28/05).

Ontem, o vereador disse que a liberação vai provocar o aumento de casos e mortes pela covid-19. Campinas tem hoje 67 mortes e 1.353 casos confirmados da doença. Tourinho alertou ainda que o sistema de saúde já está sobrecarregado – nesta quinta a taxa de ocupação é de 90% nos leitos de UTI SUS.

“O Tourinho tem a sua linha (de oposição). No caso desta doença temos dois extremos: O do Bolsonaro que quer que libere tudo e o das pessoas que querem fechar tudo. Estou tentando o equilíbrio entre as duas coisas. Riscos existem. No caso dos leitos de UTI estamos ampliando e vamos acompanhar os casos. Ele é profeta do caos”, disse o prefeito.

O secretário de Saúde, Carmino de Sousa, disse que todas as decisões têm sido baseadas em estudos técnicos. “Os índices de mortes e casos de Campinas têm sido melhores do que o de outras cidades. Mas esse relaxamento não significa o fim das medidas de isolamento social, uso de máscaras, higiene, tudo isso vai continuar. Isso não vai mudar”, disse ele.

Em relação à adjetivação de Jonas, Tourinho disse que: “Quando Jonas aceita adotar uma reabertura que não tem precedentes no mundo, nenhum lugar reabriu antes que a curva estivesse descendente e, portanto, ele nega a ciência e o que a OMS coloca, ele fica numa posição muito próxima do Bolsonaro. Ele tenta se diferenciar do Bolsonaro no discurso, mas na prática ele faz algo parecido com o que o Bolsonaro fala, que é desprezar a ciência e ignorar a gravidade desta situação”, disse vereador.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade