menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Após embargo, construtora retoma hoje obras em ciclovia do Piçarrão

Obra foi embargada em abril por causa de retirada de palmeiras

Band Mais

11h09 - 24/06/2020

Atualizado há 6 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A construtora MRV retoma hoje (24/06) a construção de uma ciclovia na Marginal do Piçarrão. A obra foi embargada pelo prefeito Jonas Donizette (PSB) em abril após denúncias de moradores de que estava tendo retirada das palmeiras existentes ao longo da avenida. No novo acordo, as palmeiras serão retiradas e replantadas próximas ao local.

Homens trabalham em obras de ciclovia

De acordo com a MRV, a empresa segue o traçadoq que foi definido pela Emdec, empresa que gerencia o trânsito de Campinas. Neste trajeto, estão 111 árvores que precisam ser retiradas e que teve a autorização liberada pela Secretaria do Verde. Serão cortadas 45 nativas, 53 exóticas e 13 exóticas invasoras e, além disso, será realizado o transplantio de 7 Palmeiras Imperiais (Jerivás).

“A tentativa do transplantio destas palmeiras, de forma a mantê-las próximas aos seus locais de origem para que não sofram em consequência da mudança muito brusca de ambiente. Esse processo é longo, dura cerca de 30 dias. No caso destas árvores não é só retirar e remover, é necessário cortar um dos lados, deixar que forme novas raízes e só então cortar o outro lado para que forme novas raízes e seja possível replantar”, explica Fábio de Paula, gestor Executivo de Produção da MRV.

A obra é uma contrapartida da MRV – em que a prefeitura tem direito a solicitar obras que beneficiem a população devido à construção de empreendimentos imobiliários na cidade.

A ciclovia, que terá 5,385 km de ciclovia, com início no Villa Garden até a Av. Jorge Tibiriçá, tem previsão de entrega da segunda fase em julho. Serão beneficiados quatro bairros: Vila Teixeira, Pq. Itália, Pq.industrial e São Bernardo. “Ao todo já plantamos mais de 6 mil mudas no loteamento do Villa Garden e, foram plantadas mais 23 mil mudas para o SOS Mata Atlântica. Além disso, mantemos nosso compromisso de cumprir com mais 12 mil metros quadrados de plantio”, explica Fábio.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias