menu 25-anos
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Após expulsão, Paulínia articula volta ao Consórcio PCJ

Dívida com o colegiado é de r$ 1,1 milhão

18h50 - 21/11/2019

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Após expulsão, o prefeito de Paulínia, Du Cazellato (PSDB) iniciou negociações para que a cidade volte a integrar o PCJ (Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí),

Paulínia tem uma dívida de R$ 1,1 milhão com o colegiado devido ao não pagamento de mensalidades desde 2013.

O prefeito se reuniu na última terça-feira (19/11) com Francisco Carlos Castro e Jussara Cordeiro, respectivamente secretário executivo e subsecretaria executiva do Consórcio PCJ .

A Prefeitura de Paulínia deu o primeiro passo para voltar a integrar o quadro de associados do nesta terça-feira, 19.

O prefeito Du Cazellato recebeu , acompanhado dos secretários Leonardo Viu de Defesa e Desenvolvimento do Meio Ambiente e Leonardo Ballone da Chefia de Gabinete. O tucano pediu um prazo de 180 dias para que apresente uma contraproposta para pagar a dívida.

“Fomos surpreendidos na semana passada com a notícia referente a expulsão de Paulínia do PCJ. Estamos colocando a casa em dia e vamos voltar a integrar o quadro de associados para que possamos contar com toda expertise do Consórcio”, comentou Cazellato.



0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade