publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Assalto em Viracopos: Gate invade casa, liberta reféns e bandido é morto

Família ficou cerca de uma hora e meia sob a mira de um dos bandidos

Band Mais

11h15 - 17/10/2019

Atualizado há 1 ano

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Após cerca de uma hora e meia de negociação, o Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) invadiu a residência onde uma mulher era mantida refém de um dos bandidos que atuaram no assalto em Viracopos. Após troca de tiros, o bandido morreu e a refém foi retirada, no bairro Vida Nova, em Campinas. Um bebê de 10 meses e um PM haviam sido liberados pelo bandido momentos antes. Pelo menos 15 criminosos continuam foragidos, segundo informações da polícia.

A ação aconteceu após um roubo praticado em Viracopos na manhã de hoje à empresa de valores Brinks, quando bandidos roubaram uma carga com dinheiro usando caminhonetes clonadas.

Veja momento da troca de tiros:

Como foi a ação dos bandidos

Por volta das 9h50, cerca de 20 criminosos tinham como alvo do assalto uma empresa de transporte de valores, que fica na área do terminal de cargas do terminal aéreo. Testemunhas relataram que homens armados de fuzil chegaram ao local usando duas caminhonetes dublê, semelhantes as da Aeronáutica, e renderam os vigilantes. Os ladrões interceptaram um contâiner com grande quantia de dinheiro e levaram a carga para as caminhonetes.

Com a chegada da polícia ao local, durante a fuga dos bandidos, houve troca de tiros, o que gerou pânico e deixou dois suspeitos mortos no terminal. Outros dois vigilantes da empresa de transporte de valores foram atingidos, um na perna e outro na orelha. Eles foram socorridos para o Hospital Mário Gatti. Outro policial foi atingido na perna e foi para o Hospital Ouro Verde. O aeroporto ficou fechado entre 10h e 10h20 em razão do roubo.

Após sair do aeroporto, os bandidos ainda atearam fogo em dois veículos na rodovia Santos Dumont para dificultar que os policiais perseguissem a quadrilha. Por volta das 12h20 a rodovia foi liberada para o trânsito.

A polícia apreendeu uma metralhadora ponto 50 uma arma de guerra capaz até mesmo de atingir aviões, além de parte do dinheiro roubado pelo bando.

Os criminosos deixaram um dos veículos utilizados na ação com bombas na parte interior. O outro foi abandonado. A fuga se deu com um camihão de lixo adaptado e blindado na parte interior.

No início da tarde, os policiais iniciaram buscas pelos bandidos em uma mata na região do aeroporto.

Reféns

Depois de deixarem a região do aeroporto, parte do grupo de bandidos fugiu e um deles durante a fuga, acabou fazendo três pessoas reféns em uma residência no bairro Vida Nova: uma criança, uma mulher e um PM. O policial foi liberado por volta das 13h30 e a criança foi retirada da casa por volta das 13h40. Na residência permaneceu a mulher.

As negociações continuavam, até que o bandido mudou o comprotamento, mostrando-se mais irritado e aumentando as chances de que ele atirasse na refém. Por isso, por volta das 13h50 um sniper do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) atingiu o bandido e a refém foi libertada. A mulher foi retirada, muito abalada e com um ferimento de bala nas nádegas e passou por cirurgia no Hospital da PUC-Campinas.

Investigações

A polícia procura os cerca de 15 bandidos que teriam fugido após o roubo por uma área de mata perto do terminal. Armamentos foram encontrados em cerca de 20 pontos da cidade pelas equipes que procuram pela quadrilha.

Há informações também de que uma casa na zona rural de Campinas poderia ter servido de base para os criminosos.

Veja imagens abaixo:

0 Comentário

publicidade
publicidade
Mais notícias