menu 25-anos
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Avenida João Jorge é interditada para obras do BRT

Trecho será fechado por seis meses

Band Mais

12h01 - 05/11/2019

Atualizado há 4 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Emdec, empresa que gerencia o trânsito de Campinas, vai interditar a Avenida João Jorge a partir desta terça-feira (05/11) para execução de obras de implantação do Corredor BRT (Bus Rapid Transit, Ônibus de Trânsito Rápido) Ouro Verde. Serão fechados cerca de 700 metros da Avenida João Jorge, no trecho desde a Amoreiras até a altura da Rua Francisco Teodoro.

Com isso, os ônibus passam a passam a circular nas vias marginais. A previsão dos trabalhos é de seis meses. Neste período será demolido o corredor e executada o pavimento de concreto para os veículos do BRT. Paralelamente, também serão construídas as estações dos ônibus convencionais e a Estação BRT João Jorge. A previsão inicial de duração dos trabalhos é de seis meses.

“O BRT campineiro chega à sua fase final de intervenções no viário. Já são mais de 75% de corredores pavimentados e as obras chegam a 40% de conclusão. Nós já entregamos para a população quase 10 quilômetros de corredores, liberados para a circulação dos ônibus do sistema convencional. Quase 180 mil passageiros já sentem no seu dia a dia mais agilidade nas viagens”, destacou o secretário de Transportes e presidente da Emdec, Carlos José Barreiro.

Já para os motoristas foram programadas rotas alternativas para que os motoristas evitem a região em obras.

No sentido Centro – bairro, os motoristas que estiverem nas avenidas Senador Saraiva e Benjamin Constant poderão seguir pelo Túnel Joá Penteado para acessar a Prestes Maia, Viracopos, Amoreiras, Washington Luís ou Avenida da Saudade. No sentido bairro – Centro, os motoristas que trafegam pela Avenida Prestes Maia poderão acessar o túnel ou a Avenida Aquidabã para evitar a João Jorge.

Os três corredores BRT do município – Campo Grande, Ouro Verde e Perimetral – têm custo total de R$ 451,5 milhões. São 36,6 km de corredores, com previsão de conclusão total em meados de 2020.

Ônibus

A interdição do corredor da Avenida João Jorge provoca alterações nos pontos das linhas dos eixos Ouro Verde, Washington Luís e Santos Dumont. Quatro pontos serão remanejados gradativamente, sendo um no sentido Centro e três no sentido bairro. No dia 5, dois pontos localizados no corredor serão transferidos para as vias marginais, na altura da Igreja Universal e da Caixa Econômica Federal. No dia 12, outros dois pontos serão remanejados.


0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade