publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Bares e restaurantes decidem abrir no final de semana em Campinas

Aos sábados e domingos, o governador João Doria colocou todo o estado na Fase Vermelha, em que só abrem serviços essenciais

Band Mais

07h13 - 27/01/2021

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

No começo da noite desta terça-feira (26), a Abresc, Associação de Bares, Restaurantes e Similares de Campinas, divulgou que o setor irá abrir as portas no final de semana. O governador João Doria colocou nos dois próximos sábados e domingos (dias 30, 31, 06 e 07) todo o estado na Fase Vermelha, que permite apenas o funcionamento dos serviços essenciais.

A decisão da categoria saiu após uma reunião com mais de 100 estabelecimentos, no qual ficou decidido que todos irão abrir seguindo as orientações da Fase Amarela, que perdurou até o último final de semana.

Assim, bares e restaurantes deverão abrir neste sábado (30) e domingo (31) com 10 horas de atividade, tendo que fechar às 22h.

Segundo o presidente da Abresc, Wendell Alves, todos os bares e restaurantes irão reforçar as práticas de combate ao coronavírus que já vinham praticando desde a reabertura do setor em meio a pandemia.

“Medidas como a capacidade limitada a 40% da casa, a aferição de temperatura, a disponibilização de álcool em gel em diversos pontos do estabelecimento, distanciamento entre as mesas, o atendimento apenas sentado e, o principal, o uso obrigatória de máscara, são alguns dos pontos que terão a atenção redobrada”, disse ele.

Nesta segunda-feira (25), primeiro dia que o Plano São Paulo entrou na Fase Laranja na região durante o dia e na Fase Vermelha entre 20 e 06h, além dos finais de semana, até o dia 07/02, uma manifestação organizada pela Abresc levou mais de 600 pessoas ao centro de Campinas. Eles caminharam do Largo do Rosário até a Prefeitura, reivindicando uma posição do governo municipal para tornar mais brandas essa determinação estadual.

Do encontro com o prefeito Dário Saadi (Republicanos) saiu a autorização para mais uma hora de atendimento de segunda a sexta-feira. Assim, com o decreto municipal, os restaurantes poderão receber pessoas até às 20h e terminar o atendimento até 21h.

“Não podemos mais sofrer com as pauladas que o nosso setor vem sofrendo. A culpa não é só dos bares, dos restaurantes, dos eventos. Sempre que sobe o número de casos, de internações, é em nós que o governo vem, ao invés de olhar para o transporte público, por exemplo, que vive aglomerado, inclusive nessa nova fase, aqui em Campinas, o que teve de vídeos que chegaram mostrando os ônibus todos lotados foi imensa”, ressaltou o presidente da Abresc, citando que apenas o setor é que sofre com as mudanças no Plano São Paulo.

17 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
  • Eduardo disse:

    Estão mais do que certos. Chega dessa ditadura sanitária! Quem estiver com medo da peste chinesa que fique em casa e não encha o saco dos outros!

  • Ricardo disse:

    Apesar do Setor estar pagando a conta,não concordo,não sei qual o pior,abrir e serem multados ,lacrados,(acredito que acontecerá) ou não trabalhar sabado e domingo ,e falirem ,é o que já está acontecendo

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias