menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Bares, restaurantes, salão de beleza, academias e igrejas de Campinas reabrem as portas neste sábado

Campinas está na fase amarela e comércio vai funcionar com horário reduzido de 6 horas

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

08h02 - 08/08/2020

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Campinas entra oficialmente neste sábado (08/08) na fase amarela do Plano SP de Flexibililização com a reabertura de bares, restaurantes, salão de beleza, academias e igrejas. O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), decidiu antecipar a validade do decreto de segunda para hoje para potencializar as vendas para o Dia dos Pais, que será celebrado amanhã (09/08).

Nesta fase, o horário de funcionamento do comércio é ampliado, passando de quatro para seis horas, assim como a capacidade de clientes dentro das lojas também aumenta: de 20% para 40%.

Todos os protocolados sanitários como uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social devem ser seguidos.

A presidente da ACIC (Associação Comercial e Indutrial de Campinas), Adriana Flosi, disse que a retomada mais ampla do comércio é um alívio para os comerciantes. “Aquecerá a economia regional e será crucial para a manutenção dos empregos este ano. Além do Natal, que é melhor data de vendas para o comércio, teremos o Dia dos Pais, neste domingo, a Semana do Brasil, em setembro, o Dia das Crianças, em outubro, e a Black Friday, em novembro e acreditamos ser possível ‘salvar’ o faturamento do setor no segundo semestre”, disse ela.

 Veja como cada segmento funcionará

 Comércio de rua – O comércio e os serviços de rua (inclusive galerias) passam a funcionar seis horas por dia. Será das 10h às 16h, de segunda a sexta-feira, e das 9h às 15h, aos fins de semana e feriados. A capacidade de atendimento é de 40%.  

Shoppings – Os shopping centers também passam a funcionar por seis horas por dia. Os horários de funcionamento ficarão a critério de cada shopping. Ficou definido o funcionamento, todos os dias, das 12h às 18h, nos shoppings Iguatemi, Galleria, Unimart, Spazio Ouro Verde, Jaraguá e Prado Boulevard; e das 15h às 21h (exceto aos domingos, que também será das 12h às 18h) os shoppings Parque D. Pedro, Parque das Bandeiras e Campinas Shopping. A capacidade é de 40%. Os valets poderão funcionar. Cinema e teatro não estão autorizados ainda.

Praças de alimentação dos shoppings – Será permitido o funcionamento das praças de alimentação, que estejam instaladas ao ar livre ou em áreas arejadas, no mesmo horário do shopping, também com capacidade de 40%.  

Bares, restaurantes e similares (padarias e pizzarias) – Poderão abrir por seis horas diárias com atendimento presencial e consumo no local, para atendimento sentado, em locais ao ar livre ou em áreas arejadas. O horário, corrido ou fracionado, poderá ser definido entre as 6h e 17h. Se esses estabelecimentos estiverem dentro de shoppings ou galerias deverão obedecer ao horário do funcionamento dos estabelecimentos comerciais. Capacidade de 40%. Há previsão de, após 14 dias (a partir de 21 de agosto), ampliar a opção de escolha do uso de seis horas diárias entre 6h e 22h.   

Salões de beleza, barbearias, clínicas de estética – Poderão abrir seis horas diárias. Podem definir o horário de atendimento, desde que sem ambiente de espera ou filas e com a adoção dos protocolos sanitários necessários. Os que estiverem dentro dos shoppings e galerias devem obedecer aos horários de funcionamentos desse estabelecimentos, com capacidade de 40%.  

Academias de esportes de todas as modalidades e centros de ginástica – Permitido abrir por seis horas diárias, com capacidade de 30% e agendamento, em atividades ou práticas esportivas individuais, seguindo as medidas sanitárias. Não poderá ter atividades em grupos. Recomendado que menores de 14 e de maiores de 60 anos e pessoas com comorbidades não participem.  

Escritórios em geral (advocacia, contabilidade, imobiliárias, engenharia, arquitetura e turismo) – Passam a funcionar seis horas diárias, com capacidade de 40% e atendimento sem fila.  

Cursos do setor de educação não regulada, chamados cursos livres (idiomas, informática, formação complementar, aulas práticas de autoescola e artes em geral) – Passam a funcionar seis horas diárias, priorizando a modalidade online, com capacidade de 40%. Recomendado que menores de 14 e de maiores de 60 anos e pessoas com comorbidades não participem.  

Igrejas e templos – Podem funcionar por seis horas diárias, com horário a escolher, com capacidade de 40%. Recomendado que maiores de 60 anos não frequentem.   

Administração pública – Prioriza o teletrabalho, mantendo o trabalho presencial e o atendimento público limitado a 40% do setor. Deve manter o teletrabalho aos servidores com mais de 60 anos e com comorbidades.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade