menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe

Imagem: Divulgação

Notícias

Saúde convoca gestantes com comorbidade e pessoas com deficiência

O índice de vacinados é considerado baixo

Band Paulista

08h28 - 30/05/2021

Atualizado há 24 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Secretaria de Saúde de Bauru, registra, até o momento, baixa adesão de dois públicos na vacinação contra a Covid-19. Na cidade, apenas 17,6% das gestantes e puérperas com comorbidade tomaram a vacina. Já entre as pessoas de 40 a 59 anos com deficiência permanente que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), também conhecido como LOAS, o índice é ainda menor, de apenas 7,2%, mesmo algumas semanas após a entrada destes públicos na campanha de vacinação.

Até esta sexta-feira (28), das 720 gestantes e puérperas com comorbidades de Bauru, somente 127 fizeram o agendamento e foram até a Casa da Mulher tomar a primeira dose. No caso das gestantes e puérperas, a vacina oferecida é a Coronavac, uma vez que a Anvisa e o Ministério da Saúde recomendam que a vacina AstraZeneca/Oxford não seja aplicada a este público. Em relação a pessoas com deficiência permanente que recebem o BPC, entre 40 a 59 anos, apenas 63 já receberam a primeira dose, de um público total de 866 pessoas.

Para chegar até estas pessoas, a Secretaria de Saúde vai fazer uma ‘busca ativa’. No caso das pessoas com deficiência permanente, a pasta vai entrar em contato com todas elas, por telefone. Aquelas que são restritas ao leito no lar receberão a primeira dose em casa. Já as demais devem fazer o agendamento no site da Prefeitura de Bauru (www.bauru.sp.gov.br/agendamentovacinas), ou no banner destacado em vermelho no site. A vacina para estas pessoas é aplicada de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h, em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Saúde da Família (USF), exceto nas UBSs da Vila Falcão, Geisel e Mary Dota.

Já as gestantes e puérperas com comorbidade podem fazer o agendamento no site da Prefeitura de Bauru, para receber a vacina na Casa da Mulher, de segunda a sexta-feira, das 9h às 13h. A Secretaria de Saúde, através das unidades de saúde, também está entrando em contato com todas as gestantes e puérperas com comorbidade que fazem acompanhamento na rede municipal para falar sobre a importância de tomar a vacina.

DEMAIS PÚBLICOS

Para os demais públicos que já podem tomar a vacina, a procura da primeira dose tem sido boa, dentro do previsto pelo município, casos de idosos e pessoas com comorbidade de 40 a 59 anos. Neste último caso, é necessário que a receita ou laudo médico tenha as especificações da comorbidade. As especificações do Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde estão no site da Prefeitura de Bauru, em https://www2.bauru.sp.gov.br/materia.aspx?n=38403, ou no banner em azul destacado no site.

SEGUNDA DOSE

Já em relação a segunda dose, a Secretaria de Saúde também destaca a necessidade de que as pessoas procurem dentro do prazo estipulado para cada vacina – de 21 a 28 dias para a Coronavac, e de 12 semanas para a AstraZeneca/Oxford. Mesmo se o prazo já tiver passado, a pessoa deve fazer o agendamento e tomar a vacina.

Até esta semana, 244 idosos e 19 profissionais da saúde deixaram de tomar a segunda dose da vacina Coronavac, e 395 idosos e 328 profissionais da saúde deixaram de tomar a segunda dose da vacina AstraZeneca/Oxford, considerando apenas aqueles que não receberam a segunda dose dentro do prazo estipulado de cada vacina.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade