menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe

Imagem: divulgação

Notícias

SP adere às campanhas da ONU para zerar emissão de poluentes

O trabalho deverá ser concluído em 2050

Band Paulista

12h00 - 21/07/2021

Atualizado há 12 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O governador João Doria participou nesta terça-feira (20), por meio de videoconferência, da cerimônia de adesão do Estado de São Paulo à campanha da Organização das Nações Unidas (ONU) para reduzir emissões de poluentes e mitigar efeitos das mudanças climáticas. Doria assinou decreto que será publicado nesta semana assegurando o compromisso estadual diante de ambientalistas, organizações internacionais e o Embaixador do Reino Unido no Brasil, Peter Wilson.

As campanhas Race to Zero e Race to Resilience buscam o engajamento de governos, empresas, investidores, acadêmicos e lideranças da sociedade civil para zerar as emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2050. As ações de São Paulo também serão destaque na próxima Confederação Climática da ONU, a COP 26, na cidade escocesa de Glasgow, no Reino Unido, em novembro. 

Com a adesão ao programa da ONU, São Paulo vai fixar novas metas e soluções para energias renováveis, restauração florestal, agricultura de baixo carbono, bioeconomia, proteção da biodiversidade, controle e prevenção da poluição, qualidade do ar, transportes sustentáveis, segurança hídrica, saneamento ambiental, municípios resilientes e cidades sustentáveis.

Aquecimento global

De acordo com relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), estima-se que as atividades humanas tenham causado cerca de 1°C de aquecimento global acima dos níveis pré-industriais, com uma variação de 0,8°C a 1,2°C. É provável que o aquecimento global atinja 1,5°C entre 2030 e 2052, caso continue a aumentar no ritmo atual.

Plano de ação

O governo do Estado já elaborou um relatório denominado “Ações Prioritárias da Trajetória de Descarbonização de São Paulo”, em parceria com a Coalizão Under 2, comunidade global de governos comprometidos com ações climáticas alinhadas ao Acordo de Paris. O grupo deverá publicar o documento chamado “Plano de Ação Climática Net Zero 2050” em até 12 meses.

Race to Resilience

A adesão do Governo de São Paulo à Campanha Race to Resilience firma o compromisso para elaboração da Análise de Riscos e Vulnerabilidade Climática, que será detalhada no Plano de Adaptação Climática, com previsão de entrega em 18 meses.

São Paulo também já desenvolve o projeto Municípios Resilientes, que apoia a formulação de planos municipais de adaptação climática por meio da base estadual de geodados do Estado, em parceria com a agência alemã de cooperação GIZ.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade