menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe

foto: divulgação

Notícias

SP não registra intercorrência com doses da Coronavac de lote suspenso

Doses passaram por rigoroso controle de qualidade

Band Paulista

17h00 - 08/09/2021

Atualizado há 14 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O governador João Doria confirmou, nesta quarta-feira (8), que não foram registradas intercorrências com as doses da Coronavac presentes nos lotes suspensos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A Secretaria de Estado da Saúde, monitora a situação dos imunizantes e não registrou, desde o último sábado (4), nenhuma notificação de evento adverso com os lotes que haviam sido distribuídos e aplicados.

As pessoas que receberam as doses, cuja qualidade foi devidamente validada pelo governo federal, devem ser observadas por 30 dias, como medida preventiva de segurança. Antes da distribuição para a população, as 4 milhões de doses disponibilizadas na rede de saúde estadual passaram por rigoroso controle de qualidade e foram certificadas pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade (INCQS).

As vacinas foram validadas e, portanto, tiveram a qualidade garantida para a utilização na população. Do total de 4 milhões de doses distribuídas dos lotes bloqueados pela Anvisa, a Secretaria de Saúde identificou 224.737 doses que não estão aplicadas e/ou registradas no sistema de informação oficial para registro de doses (VaciVida).

Estes imunizantes, apesar de terem sua qualidade garantida pelo INCQS e pelo controle de qualidade do Instituto Butantan, devem ser reservados e armazenados pelas equipes municipais, mantendo em quarentena na temperatura de +2 °C a +8 °C conforme orientação da Anvisa e até a liberação pelo órgão federal.

A Secretaria de Estado da Saúde também orientou os municípios quanto ao monitoramento por 30 dias de todas as pessoas que tomaram as doses, sendo que todo e qualquer evento adverso deve ser registrado no VaciVida.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade