menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe

Prefeitura de Sorocaba

Notícias

Botão do Pânico, em Sorocaba, agora é “Protege Mulher”

Três casos de pedido de ajuda pelo aplicativo foram registrados nesta semana

Band Mais

12h06 - 05/03/2020

Atualizado há 4 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O aplicativo da Prefeitura de Sorocaba conhecido como “Botão do Pânico” passa a se chamar “Protege Mulher”. A mudança ocorreu depois de uma enquete realizada pela prefeitura. Ao todo, foram computados 347 votos.

De acordo com informações da Secom, o nome vencedor teve 144 votos, ou 41,5% do total. Em segundo lugar ficou Alma Segura, com 130 votos (37,5%) e em terceiro Salve Mulher, com 73 votos (21%). A enquete foi disponibilizada no portal oficial da Prefeitura de Sorocaba (http://www.sorocaba.sp.gov.br/) e pelas redes sociais (Facebook e Instagram). A consulta começou no dia 28 de fevereiro.

Segundo a Secom, para as mulheres que já estão cadastradas, o aplicativo continuará o mesmo. Não há, portanto, necessidade de realizar um novo cadastro ou reinstalá-lo. Às novas usuárias do serviço, é necessário comparecer ao Cerem (Centro de Referência da Mulher) com o Boletim de Ocorrência em mãos e uma Medida Protetiva expedida pela Justiça. A vítima receberá orientação sobre o programa de proteção e como utilizar o aplicativo. É importante destacar que o celular precisa estar permanentemente conectado à internet. Caso o aplicativo seja acionado, imediatamente um aviso com a exata localização da vítima é enviado ao Centro de Operações e Inteligência (COI) da Guarda Civil Municipal (GCM).

Ocorrências

No começo desta semana, na terça-feira (3/3), a Guarda Civil Municipal (GCM) atendeu três ocorrências envolvendo acionamento de aplicativos de medida protetiva. Em um dos casos o agressor fugiu antes da chegada da viatura. Nos demais, os agressores foram encaminhados para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).

No primeiro caso, a vítima acionou o aplicativo quando o homem de 43 anos, que possui 11 passagens policias por roubo, furto, agressão, foi até o portão da residência da vítima e passou  a ameaçá-la. Ele foi detido pelos guardas ainda no local e ficou preso após apresentação na DDM e foi encaminhado ao Sistema Prisional.

Já no segundo atendimento, o homem também estava no portão ameaçando a vítima quando ela acionou o aplicativo mas, quando a equipe da Guarda Civil chegou ao local, ele já havia se evadido.

No terceiro caso, o homem de 43 anos que é irmão da vítima, foi detido dentro da casa da mãe, que é no mesmo terreno onde sua irmã reside, e que tem medida protetiva em seu favor. Ele foi detido e conduzido à DDM e, por não ter sido notificado sobre a medida protetiva e não ter ameaçado a vítima nesse dia, foi ouvido e liberado.

Cida Haddad/ Eko Digital

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade