menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Esporte

Brasília recebe reta final da primeira fase do Novo Basquete Brasil, com jogo hoje

Duelo entre Minas Tênis Clube e Fortaleza Basquete Cearense, às 16h, é o primeiro dos 30 que vão ocorrer na capital federal

Agência Brasil

07h31 - 01/04/2021

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O duelo entre Minas Tênis Clube e Fortaleza Basquete Cearense, às 16h (horário de Brasília) desta quinta-feira (1º), é o primeiro dos 30 marcados para o ginásio da Associação dos Empregados da Companhia Energética de Brasília (Asceb), na capital federal, pelo Novo Basquete Brasil (NBB). Os jogos concluem a primeira fase da temporada 2020/2021.

As partidas, a princípio, seriam realizadas na cidade do Rio de Janeiro, no ginásio do Maracanãzinho, mas tiveram de ser readequadas após o município proibir eventos esportivos por causa do combate ao novo coronavírus (covid-19). A capital fluminense já tinha sido escolhida para substituir a cidade de São Paulo, também impossibilitada de realizar os jogos por conta da pandemia, como sede da reta final da primeira fase.

A sequência em Brasília segue até o dia 13 de abril e será encerrada com a partida entre Fortaleza Basquete Cearense e Paulistano, às 19h30. O calendário readequado foi anunciado pela Liga Nacional de Basquete (LNB), responsável pelo NBB, na última segunda-feira (29).

O Flamengo lidera a competição, seguido por Minas, São Paulo e Paulistano. Os quatro primeiros avançam diretamente às quartas de final. Apenas cariocas e mineiros estão garantidos no G4 até o fim da primeira fase. Os times situados do 5º ao 12º lugar disputam um playoff. No momento, os classificados seriam Bauru, Corinthians, Fortaleza Basquete Cearense, Sesi Franca, Unifacisa, Mogi das Cruzes, Pato e Caxias do Sul.

O NBB conta com um protocolo de saúde que levou à realização de 8.264 testes da covid-19 em 194 partidas, realizadas durante 121 dias, no primeiro turno. Foram examinados atletas, integrantes de comissões técnicas e árbitros, com 96 casos positivos ao todo.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias