menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Butantan começa amanhã o teste da fase 3 da vacina chinesa contra o coronavírus

No total, medicamento será testado em 9 mil voluntários. Butatan começa testagem com 890 médicos e paramédicos

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

13h19 - 20/07/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O Instituto Butantan começa nesta terça-feira o teste da fase 3 da vacina chinesa contra o coronavírus. No total, serão nove mil voluntários em 12 centros que irão participar do projeto da vacina CoronaVac. O Butatan vai testar 890 médicos e paramédicos. O objetivo é disponibilizar a vacina, se o resultado for positivo, no início do ano que vem para a população. O Estado de São Paulo vai disponibilizar mais de 60 milhões de doses do medicamento.

A Unicamp é um dos centros que vai participar do projeto, mas vai começar dentro de 30 dias. Em Campinas, 500 pessoas serão testadas.

De acordo com o professor da Unicamp, Francisco Aoki, os candidatos deverão ter entre 18 anos e 59 anos e que trabalham em áreas hospitalares ou ambulatoriais que tenham alguma rotina relacionada ao coronavírus (SarsCov2). Aoki explicou que metade dos voluntários receberá duas doses da vacina, enquanto o restante será a cota de placebo. Os voluntários não saberão quem recebeu a vacina e quem entrou como placebo. As aplicações ocorrerão em intervalo de duas semanas.

“O indivíduo terá oito visitas durante 12 meses. Os últimos dois meses, 13º e 14º, serão dedicados às revisões finais de todos os dados coletados da pesquisa, dados de ordem laboratorial, resultados de exames, dados clínicos e que, para finalidade lá na frente, já produzir uma publicação que dê respaldo ao estudo”,diz.

Terceira fase

Segundo o governador João Doria (PSDB) essa é a terceira fase dos testes da vacina. As duas primeiras fases foram feitas em voluntários chineses. “A cada duas semanas, os voluntários serão monitorados”, disse o tucano.

Para o presidente do Instituto Butatan, Dimas Covas, essa vacina é um marco. “Tenho certeza de que ela dará resultado positivo. Estamos trabalhando intensivamente com os centros para fazermos os testes o mais rápido possível”, disse ele. A expectativa é que o estudo feche em setembro. “Aí entraremos na fase do acompanhamento quando teremos os estudos da eficácia da vacina”, disse ele.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias