menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Câmara rejeita reajuste no salário do prefeito de Campinas

Aumento seria de 4,47% e elevaria subsídios para R$ 24,9 mil por mês

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

12h16 - 19/11/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Por 17 votos contrários, os vereadores de Campinas rejeitaram nesta quinta-feira (19/11) aumentar em 4,47% os salários do prefeito, vice-prefeito e secretários a partir de janeiro de 2021.

De acordo com a proposta rejeitada, o próximo prefeito eleito receberia R$ 24.965,00, o (a) vice-prefeito (a) eleito (a) teria um subsídio de R$ 18.723,75 e os futuros secretários nomeados, teriam um contracheque de R$ 24.965,00. Hoje os salários do prefeito e do secretários são de R$ 23.894,65, Já do viceé de R$ 17.921,00.

Entre os vereadores, dois votaram favoráveis – Ailton da Farmácia e Zé Carlos, ambos do (PSB). Já Rodrigo da Farmácic (DEM) se absteve.

Uma lei de 2016 fixou os salários destas categorias entre 2017 e 2020 de maneira atrelada à revisão geral anual de todos os outros servidores municipais de forma automática. Porém, o TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) considerou, através de uma Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade), que o projeto de lei era ilegal e que o reajuste deve ser anual.

Com isso, para o próximo ano os subsídios do prefeito, vice e dos secretários vão permanecer o mesmo deste ano.

O projeto foi proposto pela Mesa da Câmara que tem como presidente Marcos Bernadelli (PSDB).

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade