menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe

Campanha de Dário pede à PF que investigue fake news e disparo em massa

Mensagem diz que PT orienta militância a não votar em Dário Saadi

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

19h42 - 20/11/2020

Atualizado há 11 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A campanha do candidato a prefeito, Dário Saadi (Republicanos), fez hoje (20/11) uma queixa-crime à Polícia Federal para tentar identificar uma mulher, que supostamente seria filiada ao PT, e que diz que o PT (Partido dos Trabalhadores) orienta a militância a não votar em Dário e apoiar Rafa Zimbaldi (PL).

De acordo com o advogado Marcelo Pelegrini, além de ser uma mensagem falsa, já que o PT decidiu não apoiar nenhum dos dois candidatos, também infringe a legislação eleitoral ao promover disparo em massa. Nesta semana, o PT divulgou uma nota de que não vai apoiar ninguém no segundo turno e que vai fazer oposição nos próximos anos, seja quem for o vencedor.

Segundo o áudio anexado na denúncia, a mulher fala “Sobre votar nulo é um direito de todo cidadão. É democracia. Mas… a minha parte tô fazendo. Fiquem livres para votar… Ainda bem que no Brasil tem democracia. (…) Ontem a noite teve uma reunião até 10 horas da noite com o presidente do PT. Por estratégia a gente não vai se filiar ao PT neste momento porque podemos perder os votos da direita. A posição do PT agora é se opor ao Dário e ponto. Em nenhum momento, ele vai a favor do Rafa, mas ele vai se opor ao PT e com isso a gente vai se opor ao PT. Essa notícia que mandei aqui é uma notícia de antemão do que vai acontecer. Não é fake news.”

A campanha de Dário pede investigação para identificar o autor da fake news e do disparo da mensagem em massa.

Outro lado

O presidente do PT de Campinas, Carlos Orfei, avaliou como lamentável e criminoso o uso da prática de fake news durante o processo eleitoral. “O PT já tem posição consolidada por todas as suas instâncias nesse segundo turno, pois não estamos representados nesse projeto político em disputa. Nem Rafa, nem Dário. Não compactuamos com esse vale-tudo pelo poder e reafirmamos que seremos oposição qualquer que seja o resultado. Que a justiça puna os responsáveis”, disse ele.

A campanha de Rafa Zimbaldi informou que não vai se pronunciar porque “não tem nada a ver com essa história”.



0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade