publicidade
publicidade
Compartilhe

Aulas presenciais na rede municipal começam em 1º de março, com 50% dos alunos nas salas

Creches voltam 15 dias depois, sendo o primeiro grupamento, de crianças a partir de 1,6 meses, em 15 de março, e, os menores de 1,6 meses, em 29 de março.

Zezé de Lima, Blog da Rose

19h03 - 27/01/2021

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Campinas volta às aulas presenciais na rede municipal em 1º de marco, caso a cidade esteja na fase Amarela do Plano São Paulo. A presença não será obrigatória. Inicialmente, retornam alunos da pré-escola, ensino fundamental e Ensino dos Jovens Adultos (EJA). Os alunos das creches voltam 15 dias depois, sendo o primeiro grupamento, de crianças a partir de 1,6 meses, em 15 de março, e dos menores de 1,6 meses, em 29 de março.

A Prefeitura vai garantir que os alunos mantenham 1,5 metro de distância para cumprir um dos protocolos sanitários. Dessa forma, a cada semana, os alunos se alternarão na sala de aula: 50% terão aula presencial e os outros 50% terão aulas remotas. Outros protocolos também serão cumpridos: máscaras serão distribuídas a alunos e professores, assim como álcool gel, além de desinfecção por parte das equipes de limpeza. Essa exigência resultou na redução do tempo de aula para cada período: três horas para a manhã e três para a tarde.

Para garantir a segurança sanitária de alunos e professores, as 207 escolas municipais foram vistoriadas pelos profissionais do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), que fizeram relatórios para orientar nas providências, como ventilação.

Gestores e professores estão recebendo formação sobre protocolos sanitários, assim como pessoal de limpeza. As equipes que produzem as merendas também estão incluídas na capacitação.

A rede municipal tem 51,4 mil alunos da Pré-Escola, Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos (EJA), Profissionalizante e de Qualificação Profissional. São essas as categorias que voltarão às aulas presenciais.

Atualmente, consideradas as creches para crianças de zero a quatro anos, estão matriculados na rede municipal 65,6 mil estudantes.

Rede particular

Em relação às escolas das redes estadual e particular, elas seguem o que determina o Plano São Paulo, conforme explicou o prefeito Dário Saadi. “Na fase laranja, elas podem funcionar desde que cumpram os protocolos sanitários e com apenas 35% dos seus alunos”, alertou.

Algumas unidades particulares retomaram esta semana as atividades presenciais, enquanto as estaduais têm retorno previsto para 8 de fevereiro, segundo anunciou o Estado.

0 Comentário

publicidade
publicidade
Mais notícias