menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Colapso: Campinas não tem mais leitos de UTI no SUS Municipal para pacientes com coronavírus

Ocupação chegou a 100%; pacientes estão na fila de espera

Rose Guglielminetti

12h42 - 03/03/2021

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos) disse nesta quarta-feira que não há mais leitos de UTI para pacientes com coronavírus nos hospitais da Prefeitura de Campinas. Ontem, as unidades de saúde geridas pela Administração Municipal tinham apenas três leitos – que são reservados para grávidas. Com isso, já há fila de espera de pacientes aguardando uma UTI nos hospitais da prefeitura. A cidade entrou hoje na fase vermelha, a mais restritiva.

Ontem, a taxa de ocupação na cidade era de 90,69%. Dos 290 leitos, 263 estão ocupados. Ainda há poucos leitos no HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp e na rede privada.

Já prevendo um colapso no Sistema de Saúde devido a alta de casos e do uso de leitos de alta complexidade, o prefeito fez uma intervenção no Hospital Metropolitano e desde ontem passou a gerir a unidade privada.

O presidente da Rede Mário Gatti, Sérgio Bisogni, disse que vai abrir 38 novos leitos de UTI para pacientes covid nos próximos 15 dias no SUS Municipal. Desse total, 10 deles são do Hospital Metropolitano

Segundo ele, a Rede Mário Gatti tem hoje 157 leitos de UTI e enfermarias para esses pacientes. Em duas semanas, terá 195. Também serão instalados mais 13 leitos de observação.

Ocupação

Ontem, no SUS Municipal a situação já era dramática: a ocupação é de 97,46% tinham apenas três leitos livres. Dos 118 leitos, 115 estavam com pacientes.

No SUS Estadual existiam apenas 9 leitos livres. A ocupação era de 70%. Dos 30 leitos, 21 estavam ocupados.

Na rede privada, dos 142 leitos, 127 estavam ocupados, o que equivale a 89,44%. A rede tinha 15 leitos livres.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade