publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Demanda chega a zerar UTIs públicas para covid-19 na madrugada, mas sistema ‘respira’ durante a tarde

Situação crítica foi vivida entre 22h e 2h; leitos de enfermaria não chegaram a esgotar, mas na madrugada havia oito disponíveis, com pessoas aguardando

Zezé de Lima, Blog da Rose

18h44 - 23/01/2021

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Depois de passarem sufoco durante a madrugada com todos os leitos públicos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com covid-19 ocupados, as autoridades de Saúde de Campinas respiram mais aliviados: nove dos 107 leitos existentes estão livres. Em novo balanço à tarde, a Prefeitura informou que, dos 107 leitos, 98 estão ocupados e nove livres. No total geral, contando a rede particular, são 239 leitos. Deste total, 196 estão ocupados e 43 livres, o que corresponde a 82% de ocupação.

A situação crítica foi vivida entre 22h e 2h. Os leitos de enfermaria não chegaram a esgotar, mas na madrugada havia somente oito disponíveis, mas com pessoas aguardando. “Estamos acompanhando 24 horas o percentual de ocupação dos leitos”, salientou o prefeito, Dario Saadi, durante visita ao Hospital Municipal Ouro Verde para verificar in loco a situação por volta das 11h30. “Isso é um processo muito dinâmico, as altas vão acontecendo e novos pacientes vão chegando”, disse Dário.

A Administração está providenciando a abertura de mais 15 leitos na rede municipal com R$ 12 milhões enviados pelo Estado durante a semana. O Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp deve ampliar sua oferta em mais 13 leitos, chegando a 30. Assim, as vagas nas UTIs públicas em Campinas chegam a 128. No entanto, ainda é necessário mais. Dario lembra que, durante a pandemia, o HC chegou a ter 93 leitos de UTI para covid-19.

Na manhã deste sábado (23/01), Campinas conta com um total de 90 leitos de UTI no SUS Municipal e 132 na rede particular, que está com cerca de 80% de ocupação. O hospital Ouro Verde é o maior depois de São Paulo em disponibilidade de leitos UTI e enfermaria Covid no Estado, com 40 vagas na terapia intensiva e 46 na enfermaria.


Apelo

Com a situação crítica dos leitos, o prefeito pediu a colaboração e a compreensão da população neste momento, evitando aglomerações, mantendo o distanciamento social e a higienização das mãos e uso de máscaras. Ele também enfatizou que a responsabilidade deve ser principalmente dos jovens, que, apesar de apresentarem um percentual baixo de gravidade, acabam levando o vírus para casa e transmitindo aos mais velhos. “Também entendemos a situação do setor produtivo da cidade, bares, restaurantes, mas devemos priorizar a vida”, completou.
 

Vacinação


Até a manhã deste sábado, 3.362 doses da vacina contra a Covid já tinham sido aplicadas nos profissionais que trabalham diretamente na assistência dos casos de Covid-19 em hospitais públicos, privados, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Samu.

0 Comentário

publicidade
publicidade
Mais notícias