publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Dinheiro extra do Estado para contratar leitos de covid e reabrir bares ‘ninguém sabe, ninguém viu’

Repasse de R$ 8,910 mi teria sido acordado em reunião intermediada pelo deputado Carlos Sampaio entre presidente da Abrasel/RMC e secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi

Zezé de Lima, Blog da Rose

18h54 - 29/01/2021

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Prefeitura de Campinas, até o momento, não recebeu qualquer resposta da Secretaria de Saúde do Estado sobre os R$ 8,910 milhões que seriam liberados para a contratação de 45 leitos de covid-19 para o município, parte UTI e parte ambulatório. A soma teria sido acordada na última quarta-feira, em uma reunião intermediada pelo deputado federal Carlos Sampaio (PSDB/SP) entre Matheus Mason, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) da Região Metropolitana de Campinas (RMC), e o secretário de Desenvolvimento Regional do Estado, Marco Vinholi.

No entanto, desde a última quarta-feira, quando os recursos foram anunciados, a prefeitura tenta obter informações sobre a liberação do dinheiro, sem sucesso. A contratação de leitos com os R$ 8,910 milhões, segundo a Abrasel, automaticamente levaria a uma melhora na taxa de ocupação de UTIs para covid na cidade, que poderia avançar de fase no Plano São Paulo e autorizar o funcionamento de bares e restaurantes no fim de semana.

Procurado ontem para falar sobre a liberação dos recursos, Vinholi, por meio da assessoria de imprensa, emitiu a seguinte nota para o Blog: “Em reunião realizada nesta 4ª feira (27/1) entre o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, o deputado federal Carlos Sampaio e o presidente Regional da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Matheus Mazon (sic), foi solicitada a abertura de mais Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes de Covid-19 para Campinas. Na oportunidade, o Estado esclareceu sobre os critérios do chamamento público e de como o deputado poderá articular a abertura de mais leitos na região, de forma que haja melhora nos índices que possibilitem a cidade mudar de fase no Plano SP.”

Sampaio

Indagado sobre o dinheiro, o secretário, também por meio da assessoria, informou que tudo que tinha pra dizer sobre o assunto estava na nota. No entanto, a conversa do secretário com o deputado foi outra. Contatado, Sampaio enviou ao Blog nota que recebeu de Vinholi, segundo, o parlamentar, hoje: “A Secretaria de Desenvolvimento Regional do Governo do Estado de São Paulo reafirma a disponibilização de recursos nesta semana para a abertura de 45 novos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para a região metropolitana de Campinas. A liberação foi anunciada em reunião realizada na 4ª feira (27/01) entre o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, Matheus Amazon (sic), da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes da região metropolitana de Campinas, e o deputado federal Carlos Sampaio.”

De acordo com Sampaio, os quase R$ 9 milhões são para custear 45 novos leitos em Campinas, por 90 dias. “Terminada a reunião, o Matheus, presidente da Abrasel, ligou para o Dário para reportar a conquista! Fomos claros com o prefeito, numa ligação feita no viva-voz e com a minha participação, de que só o que precisávamos é que ele indicasse esses leitos para que o Estado pudesse custeá-los! Aliás, foi explicitado ao Dário que se ele conseguisse 20 dos 45 leitos, já poderíamos, pelos critérios técnicos do Comitê Gestor, ter a perspectiva de retornar a fase amarela!”.

A Abrasel não vai se pronunciar.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade