menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Ex-vereador Cidão Santos entra na mira do MP por suspeita de rachadinha

Presidente da Mata Santa Genebra é o 10º político de Campinas envolvido nas denúncias de apropriação indébita de dinheiro

Rose Guglielminetti

16h13 - 14/12/2021

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O ex-vereador Cidão Santos entrou na mira do MP (Ministério Público) no caso das rachadinhas – prática do político reter parte do salário do assessor. A denúncia contra ele foi protocolada ontem (13/12) e caiu nas mãos do promotor Daniel Zulian. Cidão, que hoje é o presidente da Mata Santa Genebra, no governo Dário Saadi (Republicanos), é o 10º nome envolvido em denúncias de apropriação indébita de dinheiro de assessores da Câmara de Vereadores de Campinas.

Essa nova denúncia também trouxe os nomes dos parlamentares que jjá estão sendo investigados pelo promotor Angelo Carvalhaes.

São investigados os seguintes vereadores: Edison Ribeiro (PSL), Permínio Monteiro (PSB), Jorge Schneider (PL), Marcelo Silva (PSD), Gustavo Petta (PCdoB), Zé Carlos (PSB), Otto Alejandro (PL), Filipe Marchesi (PSB) e Nelson Hossri (PSD).

A maior parte das denúncias são anônimas. Apenas em relação aos vereadores Otto, Petta, Zé Carlos e Marcelo as pessoas se identificaram.

Todos os vereadores negaram a prática de rachadinha.

Outro lado

Cidão disse que causou estranheza a denúncia. Para ele, a Câmara vive uma situação de denuncismo em relação às rachadinhas. “Tenho 16 anos de serviços prestados ao Legislativo campineiro e nunca houve uma denúncia. Minha consciência está tranquila e cabe à pessoa que fez a denúncia, provar. Não sou mais vereador, mas tenho um nome a zelar”, disse ele, negando a prática da rachadinha.

0 Comentário

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade