menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Fase mais restritiva começa nesta segunda em todo o estado de São Paulo

Toque de recolher vai das 20h às 5h

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

08h58 - 15/03/2021

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Começa nesta segunda-feira (15/03) a fase mais restritiva do Plano SP com a suspensão de aulas, cultos e missas presenciais, veto às atividades esportivas, como o futebol, fechamento de algumas atividades essenciais nas 645 cidades do estado de São Paulo. A medida, que vai até o dia 30, afeta afeta 14 atividades que irão tirar 4 milhões de pessoas de circulação no estado. O toque de recolher está mantido das 20h às 5h.

O objetivo é tentar frear a disseminação do coronavírus, principalmente, da nova cepa que circula no estado. A pressão sobre os leitos de UTI está alta.

As restrições

  1. suspensão de cultos e missas presenciais
  2. suspensão de atividades esportivas
  3. veto ao funcionamento de escritórios e materiais de construção
  4. veto à retirada de produtos em comércios
  5. suspensão de aulas nas escolas estaduais. Nas privadas o governo recomendou a medida.
  6. veto ao uso de praia e parques

Neste período, o governo permitiu apenas o funcionamento do delivery e o drive-thru. De acordo com a Abrasel, entidade que representa os bares e restaurantes, o deliverý e a retirada da comida representam 20% do faturamento do setor. Com a restrição, a queda estimada é de 40%. “Uma das preocupações da entidade é quanto à capacidade de entrega do delivery, que será sobrecarregado, com falta de motoboys e infra-estrutura para o atendimento exclusivo do serviço”, alertou a entidade.

Transporte Público

Para reduzir aglomeração no transporte público, o governo estabeleceu um horário escalonado para as atividades comerciais. O horário de entrada para a indústria seria das 5 às 7h. Dos serviços das 7h às 9h e do comécio em geral, das 9h às 11h.

Colapso

Segundo o secretário Jean Gorinchteyn, 2.046 pessoas estavam na fila por uma vaga em leitos de alta complexidade na última quinta-feira (11/03) nos hospitais do Estado. Segundo ele, 53 cidades têm hospitais com taxa de ocupação em 100%. Na segunda-feira, eram 32 municípios.

O Estado tinha 9.184 pessoas internadas em UTI no Estado e 11.692 em enfermarias. A taxa é de 87,5%.

O secretário afirmou ainda que 50% dos pacientes em algumas UTIs têm idade menor do que 60 anos – o que demonstra a mudança do perfil da doença.

Desde o início da pandemia, são 63.010 mortos e 2.164.066 casos confirmados. Foram 12% a mais de mortes em relação a semana passada.

Em Campinas, 73.912 pessoas já ficaram doentes como covid-19 e outras 1.997 morreram, segundo dados da última sexta-feira (12/03). A expectativa é que as mortes ultrapassem as duas mil neste fim de semana.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade