menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe

Gaeco reverte R$ 567 mil para saúde em Ribeirão Preto

Prefeitura se comprometeu a utilizar o dinheiro exclusivamente para serviços em saúde e ações ligadas a pandemia da covid-19

Juliana Caetano, Band Mais

12h24 - 14/04/2021

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A pedido do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), o juiz da 4ª Vara Criminal de Ribeirão Preto, Lúcio Alberto Eneas da Silva Ferreira, determinou a transferência de R$ 567 mil para o Fundo Municipal da Saúde da cidade para reforçar o orçamento no combate ao novo coronavírus.

O dinheiro vém de multas pagas em acordo firmado entre o Ministério Público do Estado de São Paulo e executivos de empresa envolvida em corrupção e fraude em contrato do Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto (Daerp).

O tratado, já homologado pela Justiça, prevê a devolução integral do valor da obra pública da licitação fraudada, sem dedução dos custos e despesas, equivalente ao valor pago em propina a agentes públicos, o pagamento de pena pecuniária e o perdão de créditos, no total estimado de R$ 70,6 milhões.

Em documento assinado pelo atual secretário da saúde, a Prefeitura de Ribeirão Preto assumiu o compromisso de prestar contas, no prazo de 30 dias, da destinação da verba, que deverá ser aplicada exclusivamente em atividades vinculadas à prestação de serviços em saúde, prevenção e tratamento da pandemia da covid-19.

O repasse foi feito com base em recomendação da Procuradoria-Geral de Justiça e normas editadas pelo Conselho Nacional de Justiça e Tribunal de Justiça.

a Prefeitura de Ribeirão Preto assumiu o compromisso de prestar contas, no prazo de 30 dias, da destinação da verba, que deverá ser aplicada exclusivamente em atividades vinculadas à prestação de serviços em saúde, prevenção e tratamento da pandemia da covid-19.

a Prefeitura de Ribeirão Preto assumiu o compromisso de prestar contas, no prazo de 30 dias, da destinação da verba, que deverá ser aplicada exclusivamente em atividades vinculadas à prestação de serviços em saúde, prevenção e tratamento da pandemia da covid-19.

A Prefeitura de Ribeirão Preto assumiu o compromisso de prestar contas, no prazo de 30 dias, da destinação da verba, que dever ser aplicada exclusivamente em atividades ligadas à prestação de serviços em saúde, prevenção e tratamento da pandemia da covid-19.

O repasse foi feito com base em recomendação da Procuradoria-Geral de Justiça e normas editadas pelo Conselho Nacional de Justiça e Tribunal de Justiça.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade