menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Governo de SP garante programa para distribuição de absorventes nas escolas estaduais

O Dignidade Íntima prevê investimento de mais de R$ 30 milhões com o objetivo de beneficiar principalmente estudantes em situação de vulnerabilidade social

Juliana Caetano, Band Mais

09h30 - 22/06/2021

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Foi publicado, no último sábado (19), em Diário Oficial, o decreto que estabelece o programa Dignidade Íntima, através da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP). Com a publicação, fica garantido o uso dos recursos do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE-SP), estabelecido pela Lei de 2019, para compra e distribuição gratuita de absorventes para estudantes da rede estadual.

O programa prevê investimento de mais de R$ 30 milhões para compra de itens de higiene menstrual, com o objetivo de beneficiar principalmente estudantes em situação de vulnerabilidade econômica e social.

A rede estadual conta com 1,6 milhão de alunas. Dessas, 1,3 milhão estão em idade menstrual, entre 10 e 18 anos. Mais de 500 mil possuem cadastro no CadÚnico e mais de 290 mil são beneficiárias do programa Bolsa Família, todas em situação de vulnerabilidade. O programa Dignidade Íntima terá abrangência para todas as alunas, mas priorizando essas alunas.

Os protocolos de distribuição irão garantir privacidade e cuidado, criando múltiplos canais de atendimento para as estudantes. A partir de julho deste ano, serão realizadas formações pela Seduc-SP para orientar as equipes escolares.

A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que 1 entre 10 meninas no mundo sofrem com o impacto da pobreza menstrual na vida escolar. No Brasil, estima-se que esse número seja 1 em 4. Em 2014, a ONU reconheceu o direito à higiene menstrual como uma questão de direito humano e à saúde pública.

0 Comentário

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias