menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

MP vai apurar nomeações de dois secretários do governo Dário

Secretários de Educação e de Infraestrutura tiveram as contas rejeitadas pelo TCE-SP, quando exerceram a presidência da Unicamp e da Emdec, respectivamente

Rose Guglielminetti

17h53 - 06/05/2021

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo) instaurou dois procedimentos para investigar a nomeação dos secretários de Campinas de Educação, José Tadeu Jorge, e Infraestrutura, Carlos José Barreiro. Os procedimentos foram abertos nos dias 28 de abril e 4 de maio.

Os dois tiveram as contas rejeitadas pelo TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado) de São Paulo e, com base na LOM (Lei Orgânica Municipal) e Lei da Ficha Limpa, eles não poderiam ter sido nomeados.

O secretário de Educação foi reitor da Unicamp e teve as contas de 2008 vetadas pelo TCE. Entre os problemas apontados estão compra injustificada de brindes, gastos de passagens áreas sem licitação, falhas nos processos licitatórios, etc.

Já Barreiro teve as contas de 2015 rejeitadas quando foi presidente da Emdec, empresa que gerencia o trânsito de Campinas, durante o governo de Jonas Donizette (PSB). Entre os problemas estão a não cobrança de multas de trânsito no valor de R$ 46,7 milhões dos exercícios de 2011 a 2015 e das empresas de transportes – no valor de R$ 25,7 milhões. Também foi apontado o saldo negativo da empresa, elevando o patrimônio líquido negativo para R$ 115,1 milhões, além de problemas na fiscalização do contrato de concessão de ônibus, que contribuíram para o veto às contas da empresa de trânsito.

O promotor Angelo Carvalhaes disse que as denúncias foram anônimas e que vai pedir informações à Prefeitura de Campinas e à Unicamp.

Outro lado

Em nota, a Prefeitura informou que não foi notificada sobre os procedimentos. Caso seja, prestará os esclarecimentos necessários ao Ministério Público.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade