menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Musicalização na infância: os sons que ensinam

Música ajuda no desenvolvimento da sensibilidade e criatividade,

Band Mais

08h00 - 11/04/2021

Atualizado há 2 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O período da primeiríssima infância, compreendido pelos três primeiros anos de vida, é fundamental para o desenvolvimento cerebral, seja em termos cognitivos, socioemocionais ou físicos, e seus reflexos serão colhidos durante toda a vida.

Reconhecida por filósofos, desde os primórdios, por sua importância no processo educacional, a música desempenha um papel fundamental, contribuindo para o desenvolvimento psicomotor, socioafetivo, visual, cognitivo e linguístico, além de também facilitar e dinamizar o processo de aprendizagem de conhecimentos. “As crianças se sensibilizam e gostam de tudo o que envolve a música. Ela está presente em praticamente todo o contexto da Educação Infantil de zero a três anos, ajudando a embalar o sono ou a alegrar o ambiente, por exemplo. Na aula de musicalização, a criança vive o ritmo, aprendendo a representar uma batida ou um som e sendo incentivada a se expressar por meio desse processo e das vivências proporcionadas nas experiências musicais”, explica Gisele Puccetti Rodrigues Lombardi, coordenadora da Educação Infantil  da Escola Portal. 

Além dos benefícios já citados, a música também ajuda no desenvolvimento da sensibilidade, criatividade, imaginação, memória e concentração. Assim, as atividades musicais devem fazer parte do cotidiano dos bebês.

A utilização de sons, ritmos e melodias traz inúmeros benefícios para as crianças e, do ponto de vista pedagógico, possibilita uma melhor socialização, ajudando na expressão da coordenação motora, trabalhando nos aspectos das perspectivas, como da altura, profundidade e horizontalidade, além de contribuir para um comportamento mais desinibido. O senso auditivo também é fortificado, uma vez que a musicalização está ligada ao aspecto sensorial. “Cada criança vai se descobrindo, do seu jeito, por meio da musicalização e vai até arriscando algumas palavrinhas, expressando-se cada vez mais. As crianças sempre se envolvem muito”, finaliza Gisele.

0 Comentário

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias