menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Prefeitura de Campinas quer que Banco do Brasil devolva os R$ 7,4 mi roubados dos cofres públicos

Golpe foi dado por meio de fraude eletrônica

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

18h15 - 29/06/2021

Atualizado há 24 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Prefeitura de Campinas formalizou nesta terça-feira (29/06) o pedido de devolução de R$ 7,4 milhões que foram roubados por meio de uma fraude eletrônica da conta que a Administração tem no Banco do Brasil. A demanda foi exposta numa reunião entre os secretários de Finanças, Aurílio Caiado, e o de Justiça, Peter Panuto, com representantes da agência bancária.

De acordo com assessoria de imprensa, a prefeitura sofreu um golpe, por meio de uma transação eletrônica fraudulenta, na última sexta-feira (25/06).

A retirada do dinherio foi feita por meio de 60 transferências de TEDs entre as 11h e 17h30 da última sexta-feira para contas físicas e jurídicas. “A fraude ocorreu o sistema do Banco do Brasil e não a partir da prefeitura. A polícia vai investigar se teve um cavalo de tróia (os criminosos, por meio de telefone ou links falsos, pegam as informações e com isso acessam as contas bancárias). Pedimos a devolução imediata do dinheiro”, disse Caiado.

De acordo com a prefeitura, o Banco do Brasil foi comunicado ainda na sexta-feira sobre o golpe, e depois, comunicou o golpe à Polícia Civil. Esse procedimento se deu após dois servidores terem comunicado o desfalque à Secretaria de Finanças. Esses dois servidores, que são responsáveis pela movimentação de contas bancárias, são funcionários efetivos e trabalham na prefeitura há mais de 20 anos.

Na investigação, os policiais vão levar em conta o nível de informações que os golpistas tinham sobre o procedimento e até de informações confidenciais. A polícia civil apreendeu dois computadores da Secretaria de Finanças.

Golpes em outros estados

No ano passado, a CNM (Confederação Nacional de Municípios) chegou a acompanhar reunião com representantes do Banco do Brasil com prefeitos de Santa Catarina cujas prefeituras foram vítimas de golpes bancários. Na época, cerca de 32 prefeituras enfrentaram o problemas e muitas ficaram sem dinheiro para pagar as contas.

Parte do dinheiro foi resgatado e devolvido às administrações municipais. Só que a devolução só ocorre com o dinheiro que foi rastreado e recuperado.

0 Comentário

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias