publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Prefeitura vai investigar falhas dos serviços públicos no caso do garoto encontrado em barril

Relatório aponta atendimentos desde 2019 à família e à criança encontrada pela Polícia Militar acorrentada no último sábado, no Jardim Itatiaia

Zezé de Lima, Blog da Rose

12h36 - 02/02/2021

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Um relatório apontando atendimentos desde 2019 à família e à criança encontrada pela Polícia Militar presa em um barril no último sábado, no Jardim Itatiaia, foi entregue hoje ao prefeito de Campinas, Dario Saadi. Com base no documento, o prefeito decidiu abrir investigação para apurar eventuais falhas e omissões dos serviços públicos municipais e de entidade conveniada. E, também, para propor melhorias e adequações no fluxo de atendimentos a situações como esta.

Os atendimentos foram feitos por serviços municipais e por uma entidade conveniada da prefeitura. Os detalhes, no entanto, não serão divulgados, segundo a assessoria de imprensa, por vedação imposta pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. O relatório, segundo a Prefeitura, foi feito pelas secretarias de Assistência Social e de Saúde, e da entidade conveniada.

A investigação será feita pela Secretaria de Justiça, com prazo de 60 dias para a sua conclusão, podendo ser prorrogada por mais 30 dias. Ela correrá em absoluto sigilo, por envolver um menor de idade.

O Ministério Público também vai investigar a conduta de todos os serviços públicos no caso. A promotora de Justiça Andrea Santos Souza, da Vara de Infância e Juventude de Campinas, fará a investigação.

O garoto está internado no Hospital Ouro Verde desde que foi resgatado do barril onde ficava com braços e pernas amarrados, convivendo em meio a fezes. Aos PMs, ele disse que não comia havia três dias e que, quando se alimentava, era com cascas de frutas . Em depoimento à polícia, vizinhos disseram que os maus-tratos ocorrem há mais de 6 anos.

O garoto vivia na casa com pai, a madrasta e a uma meia irmã. Todos estão presos preventivamente desde ontem. Após sair do hospital, a criança deve ser encaminhada para o serviço de assistencial social do município.

0 Comentário

publicidade
publicidade