menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Schneider depõe na 1ª DIG no caso de racismo contra a vereadora Paolla Miguel

Vereador de Campinas disse que sabe identificar quem é a mulher que xingou de "Preta lixo" a vereadora do PT

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

12h10 - 11/11/2021

Atualizado há 2 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O vereador Jorge Schneider (PTB) vai depor agora na 1ª Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Campinas como testemunha no caso de raciscmo contra a vereadora Paolla Miguel (PT).

Durante a sessão de ontem, o parlamentar usou a tribuna para dizer que ele sabe quem foi a mulher que disse a frase “Preta Lixo” enquanto Paolla discursava na última segunda-feira (08/11) em defesa do projeto de lei do Fundo do Conselho de Proteção à Comundidade Negra. Um grupo de direita estava no plenário para protestar contra a adoção do passaporte da vacina em grandes eventos na cidade. Neste dia, o vereador Nelson Hossri iria pedir urgência de um projeto de sua autoria que proibia o município de exigir vacinação para a entrada em eventos e outras repartições.

Schneider disse que ouviu a pessoa xingando e que já havia identificado nas imagens e no cadastro da Câmara a pessoa que cometeu o crime de injúria racial.

Ontem, o delegado Osvaldo Diez, do Deic de Campinas, determinou que as investigações deste caso fosse feito pela 1ª DIG.

A polícia já requisitou todas as imagens e também já convocou outras pessoas para depor como as vereadoras Paolla Miguel e Guida Calixto (PT).

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade