menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Superlotado, Caism suspende atendimento para gestantes e bebês

Hospital estava com 33 crianças e capacidade de atendimento é para 30

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

10h54 - 18/03/2021

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Com a UTI superlotada, o Caism da Unicamp suspendeu nesta quinta-feira (18/03) o atendimento para gestantes e bebês de alto risco que são atendidas na unidade hospitalar. A capacidade é de 30 bebês internados nas unidades de UTI e UCI (média complexidade), mas hoje há 33 crianças.

De acordo com o diretor do Caism, Jamil Pedro de Siqueira Caldas, a situação está bem difícil. Dos 30 leitos, 15 são para UTI, mas hoje existem 20 em leitos de alta complexidade. “Vamos suspender por 24 horas e faremos análises diárias. A situação está muito difícil”, disse ele, explicando que ontem eram 37 crianças internadas.

Diante da superlotação, Caldas disse que tem programado altas mais rápidas dos pacientes para liberar leitos. “Claro que com toda segurança para a criança”, disse ele. Esses bebês são encaminhados para hospitais das cidades da região como Cosmopólis e Paulínia. “São hospitais que têm leitos para cuidar dos pacientes que já não são mais de UTI e que oferecem todo a assistência necessária para o paciente”, explicou.

No Caism são atendidas crianças prematuras ou que necessitam de tratamentos complexos e que exigem tratamentos longos. Segundo Caldas, o período de internação vai de um mês a quatro meses.

O diretor explicou ainda que as mães e os pais são liberados para ficar na unidade hospitalar. “Durante a pandemia não suspendemos as visitas. Fazemos rastreamentos, mas a presença dos pais faz parte do tratamento”, disse o médico.

Pacientes covid-19

O médico disse que há suspeitas de pacientes com covid-19 na unidade. “Elas estão isoladas e cuidadas”, disse ele.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade