menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Vereador Higor do Campo Grande ganha aliados na “guerra” contra Hossri

Presidente da Comissão de Legalidade, Carmo Luiz, diz que voto de vereador não pode ser questionado

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

08h02 - 12/06/2021

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O ringue estabelecido entre os vereadores de Campinas, Nelson Hossri (PSD) e Higor do Campo Grande (Republicanos), ganhou um terceiro lutador: o vereador Carmo Luiz (PSC) e presidente da Constileg (Comissão de Constituição e Legalidade). Só que ele reforçou o lado do vereador Higor.

Carmo Luiz diz que repudia o comportamento de Hossri que, segundo ele, tem questionado “os votos dos vereadores membros, bem como, os trabalhos desta importante comissão que vem sendo desrespeitados.”

A confusão começou depois que Hossri entrou com uma representação contra o vereador Higor que votou contrário a um projeto de sua autoria. O problema, de acordo com Hossri, é que houve um desvirtuamento da análise da proposta na comissão que deveria ser técnica e foi política. “Não tenho nada contra a comissão e nem de quem vota contrário, mas tem que ser dentro do critério técnico de legalidade ou ilegalidade. Em relação ao vereador Higor eu questionou porque ele foi justicar o seu voto e disse que vereadores fazem gestos, que, no meu entender, significa troca de favores”, disse Hossri.

Na nota oficial, a comissão se “solidariza com o jovem vereador Higor Diego, membro titular, que tem se dedicado com muito afinco à comissão e agora teve seu voto e posicionamento injustamente questionado.”

Carmo Luiz disse ainda que um parlamentar só pode questionar o parecer contrário é no plenário. Hossri disse que não recorreu porque tem de conseguir a assinatura de 11 parlamentares e enfrenta o problema da pandemia em que há dificuldade de encontros presenciais, além de que não teria também o apoio político.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade