menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Você tem amizades tóxicas?

Psicóloga alerta sobre o quanto devemos reconhecer as nossas emoções

Cida Haddad/ Eko Digital, Band Mais

11h00 - 20/06/2021

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Quantas vezes você já ouviu falar que “tal” pessoa é tóxica? Que uma determinada amizade faz mal.

A psicóloga e professora Ariane Teixeira Toubia afirma que essa definição de “pessoa tóxica” ganhou “força” principalmente nas redes sociais. “A gente entende que tóxico é algo prejudicial, seja para a nossa autoestima, nas relações interpessoais, nas de trabalho e o comportamento tóxico pode estar presente tanto na esfera familiar, social, ou profissional. Realmente é algo comum porque somos seres humanos, somos imperfeitos, temos qualidades e defeitos e entre as qualidades e defeitos pode acontecer algum comportamento que, de certa forma, seja nocivo, prejudicial, para outras pessoas”, explica Ariane.

Mas, será que só os outros são tóxicos? A professora na Athon Ensino Superior fala sobre esse ponto de vista:

Quais comportamentos são considerados tóxicos?

Como melhorar esse comportamento?

Ariane diz que para as pessoas melhorarem esses comportamentos, elas precisam observar, primeiramente, os delas e refletir sobre pontos como: o quanto que estou me deixando ser influenciado por esse comportamento, o quanto permito que tudo isso chegue a mim e permaneça. Outras dicas dela são: observarmos como está a autoestima, segurança, a confiança em nós, o reconhecimento das emoções. Com esse conhecimento, é possível pensar em outros caminhos quanto às amizades, companhias.

Vídeos: Gledson Félix/ Eko Digital

0 Comentário

publicidade
publicidade
Mais notícias