menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Campinas monitora 4 casos suspeitos de coronavírus; SP tem 85

Pacientes de Campinas estiveram na Itália

Blog da Rose

17h51 - 27/02/2020

Atualizado há 4 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Secretaria de Saúde de Campinas monitora quatro casos suspeitos de coronavírus. Três deles estiveram na Itália e um fez um mochilão na Europa. Os pacientes, três homens e uma mulher, apresentaram sintomas como tosse, febre, coriza e viagem para regiões de risco nos últimos 14 dias. Todos os quatro pacientes estão em casa e passam bem. No Estado de São Paulo são 85 casos suspeitos de contaminação pela doença.

O primeiro caso é um paciente de 30 anos, que foi atendido ontem (26/02) num hospital público. O segundo tem 27 anos e foi atendido também num hospital público. Ele apresentou os sintomas no dia 23 de fevereiro. O atendimento foi ontem.

O terceiro caso refere-se a uma pessoa com 56 anos. Os sintomas foram apresentados no dia 23 e atendido ontem numa rede privada.

O quarto paciente tem 24 anos e fez um mochilão na Europa.

Todos desceram no aeroporto de São Paulo. “Os familiares estão orientados a não dormir na mesma cama, compartilhar objetos de modo a termos o monitoramento dos pacientes e familiares. Eles estão sadios”, explicou o secretário de Saúde de Campinas, Carmino de Souza.

O Brasil teve um caso confirmado de um homem que esteve na Itália. Campinas monitora o caso de uma pessoa que estava no mesmo avião – totalmente assintomático.

Estado de São Paulo

Após a confirmação de um caso do novo coronavírus em São Paulo, em um homem de 61 anos que viajou recentemente à Itália, o governo do Estado afirmou hoje que existem 85 casos suspeitos de contaminação pela doença. Ontem, eram 11 casos suspeitos.

Coletiva do governo paulista sobre o vírus

Helena Sato, diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde do Estado, afirmou nesta quinta-feira (27/02) que os pacientes apresentam as condições específicas para serem enquadrados em casos suspeitos: tosse, febre, coriza e viagem para regiões de risco nas últimas duas semanas.

“A grande maioria (dos casos) será leve. Uma pequena minoria irá necessitar de internação ou internação”, disse David Uip, coordenador do Centro de Contingência Do Covid-19 em São Paulo.

Campanha

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que o país vai antecipar a campanha de vacinação contra gripe em 23 dias. Dessa forma, a ação vai começar no próximo dia 23, e contará com auxílio do Instituto Butantan, que vai disponibilizar à pasta 75 milhões de doses da vacina. “A vacina dá cobertura em até 80% do sistema imunológico das cepas do influenza, diminuindo o espiral da síndrome gripal”, População carcerária, por exemplo, irá receber a vacina.

No Brasil, são 132 casos que estão sob monitoramento.

Dicas de prevenção
– Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;
– Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
– Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
– Não compartilhar objetos de uso pessoal;
– Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;
– Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;
– Deslocamentos não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente;
– Quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), e a circulação em mercados de animais e seus produtos.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade