menu 25-anos
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Campinas monta “operação de guerra” para vacinar idosos contra a gripe

Postos de Saúde vão atender pacientes em tendas, estacionamentos e igrejas para evitar aglomeração de pessoas

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

07h08 - 23/03/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Secretaria de Saúde de Campinas montou uma “operação de guerra” para atender aos idosos na Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe comum que começa nessa segunda-feira (23/03). Pela primeira vez, foram incluídos os cuidados de idosos e funcionários de clínicas e abrigos que cuidam de pessoas da terceira idade. Em Campinas, são 246 mil idosos. A vacina estará em todos os 66 postos de saúde. O Dia D da vacina que protegerá contra a Influenza A (H1N1 e H3N2) e Influenza B, será no dia 9 de maio.

Para evitar aglomerações que podem disseminar a contaminação pelo coronavírus, a Secretaria montou tendas do lado de fora dos postos de saúde, em estacionamentos e emprestou prédios de igrejas, entre outras estratégias. ” A orientação aos coordenadores dos postos de saúde foi que evitassem aglomeração devido à Covid-19″, explicou Ana Cecília Zuiani, coordenadora do Programa Municipal de Imunização.

A campanha foi antecipada neste ano para ajudar a diferenciar os casos de gripe pelo Influenza do novo coronavírus, para o qual ainda não existe vacina. Se a população estiver imunizada contra os vírus da gripe, será mais fácil suspeitar e buscar o diagnóstico do novo coronavírus. A campanha contra a gripe vai até o dia 22 de maio.

Como ocorre todos os anos, a campanha contra a gripe atenderá a grupos prioritários. A primeira etapa de vacinação, entre 23 de março e 15 de abril, abrangerá as pessoas com mais de 60 anos de idade e os profissionais de saúde, incluindo os cuidadores de idosos e funcionários de instituições de longa permanência de idosos.

Etapas

A primeira etapa de vacinação terá como foco as pessoas a partir dos 60 anos de idade e os profissionais de saúde. Nesta fase, estão incluídos os cuidadores de idosos e também funcionários de instituições de longa permanência para o público da terceira idade. Essa fase prossegue até o dia 15 de abril.

Com início em 16 de abril, a segunda etapa atenderá os grupos prioritários de professores, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais e profissionais da força de segurança e salvamento.

A partir do dia 9 de maio serão vacinados todos os grupos prioritários alvo da campanha: crianças de 6 meses a 6 anos de idade, gestantes, puérperas, idosos, professores, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, adultos de 55 a 59 anos de idade.

A meta é imunizar pelo menos 90% das pessoas de cada um dos grupos prioritários. Esse escalonamento segue a determinação do Governo do Estado de São Paulo e do Ministério da Saúde.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

publicidade
publicidade
publicidade