menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Campinas sofre pressão de leitos de UTI para pacientes com outras doenças

Hoje, prefeitura tem 56 leitos para atender pacientes; antes da pandemia eram 90

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

16h31 - 24/08/2020

Atualizado há 26 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Secretaria de Saúde de Campinas sofreu pressão para uso de leitos de UTI para pacientes que precisavam de internação para outros tipos de doenças que não covid-19. A procura ocorreu neste fim de semana, segundo o secretário de Saúde, Carmino de Souza.

A rede municipal de Saúde tem 56 leitos para atendimento de pacientes com acidentes vasculares, cerebrais, de trânsito, entre outros. Antes da pandemia do coronavírus, eram 90 leitos.

“Temos leitos vazios para pacientes covid-19 que temos de deixar disponíveis por causa da exigência do Estado em termos uma quantidade mínima para nos classifircamos nas fases do Plano SP. Vamos discutir essa readequação porque ninguém ficará sem leito”, disse Carmino. A Rede Municipal tem hoje 30 leitos disponíveis que só podem ser utilizados por pacientes com covid-19.

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), disse que os prefeitos do Estado de São Paulo já estão conversando com os representantes do governo para flexibilizar o uso dos leitos de UTI/covid-19. “Se diminuirmos os leitos exclusivos para pacientes covid-19, voltamos para a fase vermelha e prejudicamos o comércio. Vamos tentar fazer o ajuste entre as duas modalidades”, disse Jonas.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade