menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Chuvas colocam Campinas em Estado de Atenção

Nas últimas 72 horas, cidade acumulou 94,8 milímetros de chuva

Band Mais

13h24 - 03/01/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Campinas entrou nesta sexta-feira (03/01) em Estado de Atenção devido aos 94,8 milímetros de chuva acumulada nas últimas 72 horas. A Defesa Civil de Campinas intensificou as vistorias preventivas e o monitoramento de 18 áreas de maior risco de deslizamento e inundação na cidade. O nível do rio Atibaia também está sendo monitorado por conta do alto índice de chuvas em Itatiba e Morungaba.

De acordo com a Operação Verão 2019/2020, iniciada em dia 1º de dezembro e que se estende até 31 de março de 2020, o Estado de Atenção objetiva adotar medidas para redução dos riscos de desastres e, principalmente, minimizar as consequências das chuvas fortes e dos temporais recorrentes neste período.

O diretor da Defesa Civil de Campinas, Sidnei Furtado, explica que dados das 12 estações meteorológicas e de 29 equipamentos fornecem informações sobre índices de chuva, temperatura, níveis pluviométricos. Também informam alertas e imagens de radar, ajudam no trabalho preventivo e a direcionar as ações das equipes em campo.

“Até o momento não temos nenhum problema específico”, esclarece Furtado. Ele adianta que a chuva não foi localizada em um único ponto da cidade, mas a intensificação das vistorias visa antecipar a identificação de eventuais áreas onde o excesso de água no solo pode levar a deslizamentos de terra, queda de muros e rachaduras em casas e, até, a queda de árvores. Locais com risco de inundações, como regiões próximas ao rio Atibaia, também são controlados com mais frequência.

Chuvas

Na noite de ontem (2/01), a Defesa Civil registrou acumulado de 30 milímetros de chuva na região Sul da cidade. Dado atualizado na manhã de hoje somou índice de chuva de 53 milímetros na região Noroeste.

Foram registrados alagamento em dois imóveis, um no Jardim Lisa e outro no Residencial Barão do Café; um alagamento em via na rua Ruth Fonseca de Oliveira, Jardim do Lago Continuação; e uma queda de árvore sobre casa na rua Professor João de Barros, no Parque Oziel, sem vítima. Técnicos da Defesa Civil estiveram no local e avaliaram que impacto foi leve, sem colocar em risco a construção, que foi liberada.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

publicidade
publicidade
publicidade