menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Cidades da RMC vão ‘trocar’ pacientes durante a pandemia

Campinas ficará com pacientes de "alta complexidade" e outras cidades com os de "baixa complexidade"

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

17h50 - 13/05/2020

Atualizado há 12 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Os prefeitos das 20 cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas) vão “trocar” pacientes durante a pandemia do coronavírus. As prefeituras irão enviar para Campinas pacientes para tratamentos de alta complexidade e, por sua vez, Campinas vai enviar pessoas que necessitem de tratamento leves para as cidades da RMC.

Essa é uma das decisões que foram tomadas nesta quarta-feira (13/05) na reunião dos prefeitos da RMC.

Vamos trabalhar em conjunto para tomada de medidas na área de saúde. Os casos de coronavírus vão aumentar e precisamos nos organizar”

Jonas Donizette (PSB), prefeito de Campinas

Em Campinas, a média de pacientes de outros municípios é de 30%, segundo o secretário de saúde de Campinas, Cármino de Souza. Dos 233 pacientes de covid-19 que foram tratados nos hospitais públicos e privados da cidade, 63 eram de outros municípios.

A grande preocupação é em relação ao colapso do sistema de saúde, caso haja um aumento muito grande de pacientes adoecidos pela covid-19. Campinas, por exemplo, está com 68,41% dos leitos de UTI ocupados. Dos 675 leitos, 470 estão com pacientes.

Outra decisão tomada em conjunto é em relação a uma força-tarefa para aumentar a taxa de isolamento social.

“Decidimos que vamos priorizar a saúde e queremos ampliar a taxa de isolamento social”, disse Jonas.

Nesta quarta-feira (13/05), o governo do Estado apontou que a região administrativa de Campinas é a terceira mais afetada no Estado de São Paulo com a covid-19. A região administrativa tem mais cidades do que a RMC.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

publicidade
publicidade
publicidade