menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Ciesp Campinas pede suspensão de pagamento de impostos estaduais e municipais

Indústria regional defende redução de custo das empresas para evitar demissões

Band Mais

18h30 - 24/03/2020

Atualizado há 3 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Ao analisar os impactos provocados pela pandemia do Coronavírus na indústria, o diretor do Ciesp Campinas,  Centro das Indústrias do Estado de São Paulo, José Nunes Filho, afirmou nesta terça-feira (24), que o setor sofreu “um choque” e precisa de socorro do governo para atravessar essa crise.

Segundo o empresário o segmento industrial têm diversas alternativas para colocar os seus funcionários em isolamento, como banco de horas, teletrabalho, licença remunerada, férias coletivas e até redução de jornada de trabalho e salário.

Nunes Filho disse que “Isso tem que ser colocado em funcionamento, para evitar o desemprego e diminuir os custos das empresas. É preciso que pare a cobrança de impostos. O governo federal já está fazendo isso com relação ao recolhimento do Simples, prorrogado por 184 dias. No entanto, os impostos estaduais e municipais continuam sendo cobrados. É importante que esses impostos sejam suspensos, para que as empresas não sofram ainda mais durante esse período difícil, que deveremos passar pelos próximos 60 a 70 dias. Até lá todos têm que continuar vivos – pessoas, empresas e empregos”.

Segundo o empresário, a situação é mais dramática para as pequenas e médias empresas, que vão ter que parar e estão ligadas à cadeia automotiva, de confecção, de linha branca e de eletroeletrônicos.

Já as empresas das cadeias produtivas de alimentação, saúde e fármacos poderão continuar em operação, seguindo com os devidos cuidados e de acordo com os protocolos sanitários e, portanto não deverão sentir tanto os efeitos da pandemia do Covid-19.

Na entrevista coletiva desta terça-feira (24), o governador de São Paulo, João Dória, afirmou que vai esperar a reunião com o presidente da república, Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (25) para saber se tomará alguma decisão em torno de suspensão, isenção ou redução tributária.

Já o prefeito de Campinas, Jonas Donizette, informou que, por enquanto, não existe previsão para suspender ou adiar a cobrança de impostos municipais.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade