menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Prefeitura aposta na reabertura de parte das salas de cinemas de Campinas nesta segunda-feira

Medida que deve incentivar é a liberação da venda de alimentos para consumo durante exibições

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

12h27 - 13/09/2020

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A secretária de Desenvolvimento Econômico de Campinas, Alexandra Caprioli, espera que parte das 57 salas de cinema da cidade reabram as portas a partir desta segunda-feira (14/09). No entanto, as assessorias de imprensa das empresas responsáveis pelas salas de exibição não confirmam o retorno.

Na semana passada, Alexandra disse que “os cinemas vão começar a oferecer filmes a partir desta segunda-feira (14/09). Alguns vão abrir na segunda, outros na quarta (16/09) e quinta-feira (17/09)”. O setor estava liberado desde o último dia 4 de setembro, porém, segundo ela, o custo operacional frente à demanda baixa de frequentadores adiou a reabertura. “A composição de custos é muito alta diante de uma demanda que está baixa”, explicou.

A reportagem, porém, ligou para as assessorias das empresas responsáveis pelas salas em Campinas e nenhuma delas confirmou o retorno para esta semana. A informação dada é que não havia nenhuma orientação de reabertura.

A Prefeitura de Campinas liberou na última sexta-feira (11/09) a comercialização de alimentos como pipoca e refrigerante. Segundo Alexandra Caprioli, essa renda é importante para o setor.

Para demonstrar o baixo incentivo da reabertura das salas, o prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), disse que os CEOs dos cinemas ressaltaram em reunião com ele que em Belém, por exemplo, a ocupação está em 8%. “E tem sessão que não tem ninguém”, disse Jonas.

Em 2019, as salas de cinema de Campinas arrecadaram R$ 56,8 milhões com 3,3 milhões de espectadores.

Alimentos

O consumo de alimentos será permitido quando a pessoa já estiver sentada na poltrona. Os expectadores não poderão consumir os produtos em pé ou nos espaços das “bombonieres”. O frequentador das salas de cinema terá de manter um distanciamento de um metro e meio em relação a outra pessoa.

Alexandra disse ainda que as empresas de cinema apresentam laudos que comprovam a segurança no sistema de ar-condicionado utilizado nas salas, demonstrando que não há risco de contaminação pelo coronavírus.

“É importante dizer que nada estaria sendo aberto se não tivesse um grau de segurança. Nós queremos estimular a
retomada e sabemos que será um processo demorado. Mas acho que da forma como está sendo feito, vamos ter entretenimento com segurança”, declarou.

1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade