menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Comandantes das Forças Armadas foram surpreendidos com demissão

Presidente Jair Bolsonaro se antecipou e mandou o novo ministro da Defesa, Walter Braga Netto, comunicar decisão em reunião hoje

Band Mais

19h01 - 30/03/2021

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Diante da expectativa de que os comandantes das Forças Armadas brasileiras colocassem os cargos à disposição hoje, o presidente Jair Bolsonaro se antecipou e mandou o novo ministro da Defesa, Walter Braga Netto, que substitui Fernando Azevedo e Silva,  demiti-los em uma reunião marcada ontem, segunda-feira, depois da troca de comando na Pasta. Assim, em vez dos comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica comunicarem que deixariam o governo, quem fez o anúncio hoje foi o Ministério da Defesa.

A nota do ministério não informa o motivo das saídas nem os nomes de quem ocupará os comandos das três Forças Armadas. Segundo a pasta, a decisão foi tomada durante reunião realizada hoje (30), com a presença de Fernando Azevedo e Silva, Braga Netto e dos três comandantes substituídos – Edson Pujol (Exército), Ilques Barbosa (Marinha) e Antônio Carlos Moretti Bermudez (Aeronáutica). No entanto, Braga Netto chegou ao encontro com a ordem de dispensá-los e já abriu a reunião com esse comunicado.  Disse que as mudanças eram para o “realinhamento” das Forças Armadas com Bolsonaro e a manutenção do apoio ao governo. 

Ontem (29), ao anunciar que deixaria o cargo de ministro da Defesa, Azevedo e Silva pontuou que integrou o governo por mais de dois anos e “nesse período, preservei as Forças Armadas como instituições de Estado”, afirmou, destacando que deixa o posto com a certeza de ter cumprido sua “missão”.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias