menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Cotuca e Cotil terão cotas para negros e alunos de escolas públicas

Colégios têm 3,6 mil alunos

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

14h36 - 02/06/2020

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Unicamp aprovou nesta terça-feira (2/06) a adoção de cotas étnico-raciais e sociais no Cotuca (Colégio Técnico de Campinas) e Cotil (Colégio Técnico de Limeira) a partir do ano que vem. Os dois colégios têm 3,6 mil alunos, sendo 2,1 mil no Cotuca e 1,5 mil no Cotil.

De acordo com a proposta, 70% das vagas serão destinadas para estudantes de escolas públicas. Além disso, 35% das vagas devem ser ocupadas por estudantes pretos, pardos e indígenas.

Os estudantes devem ter estudado todo o curso fundamental II, do 6º ao 9º ano, em escola pública.

De acordo com o projeto, 30% das vagas serão destinadas para ampla concorrência.

A decisão foi aprovado pelo Consu (Conselho Universitário).

É um dia histórico da Unicamp e é um processo discutido há algum tempo dentro dos colégios. Representa do que defendemos que a universidade pública deve ter uma representação mais fiel da sociedade brasileira. E estamos indo nesta direção buscando trazer essa diversidade para a universidade”

Marcelo Knobel, reitor da Unicamp

Para o professor do Cotuca André Buonani Pasti a aprovação da medida repara desigualdades sociais e raciais. “É uma ação ousada pois busca ter uma representação mais fiel da realidade da nossa sociedade, de Campinas e do estado de São Paulo, em todos os nossos cursos”, disse ele.

Os estudantes têm de se submeter a um processo seletivo.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade