menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Creches continuam fechadas em maio; alunos não serão reprovados no ensino fundamental

Prefeitura tem 43,9 mil alunos em creches e entidades conveniadas

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

10h45 - 30/04/2020

Atualizado há 3 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), disse nesta quarta-feira que as aulas na Educação Infantil vão continuar suspensas em maio. A secretária de Educação, Solange Pellicer, disse ainda que “não haverá reprovação” para os alunos do ensino fundamental.

Em relação à Educação Infantil, o prefeito disse que haverá uma organização de retorno as atividades escolares de forma a impedir a disseminação do coronavírus. São 35.078 alunos matriculados nas creches e 8.883 em entidades conveniadas.

A Secretaria de Educação está fazendo um levantamento do perfil dos alunos para identificar o local de trabalho dos pais para criar estratégias de atendimento principalmente para os pais que trabalham em atividades essenciais. A Rede Municipal de Ensino tem, por exemplo, 1,2 mil alunos que são filhos de profissionais da saúde.

Escola de Educação Infantil não é apenas um lugar para as mães deixarem as crianças, mas um lugar de aprendizado”

Jonas Donizette (PSB), prefeito de Campinas

Ensino online

A Prefeitura de Campinas vai entregar um chip com 5 gigas para um para que o aluno tenha acesso à internet. A prefeitura vai pagar R$ 4,90 por usuário ao mês. O conteúdo pedagógico estará dentro de uma plataforma.

Tablets são insuficientes

O prefeito disse que comprou 1 mil tablets que serão entregues aos alunos do 9º ano. São 1,7 mil estudantes. Ou seja, alguns alunos ficarão sem a ferramenta. A distribuição será feita de acordo com o critério social. “Neste momento, o foco é na saúde”, disse o prefeito.

A secretária de Educação, Solonge Peliccer, disse que as férias de julho foram antecipadas em abril.

Reprovação no ensino fundamental

Solange disse ainda que este ano não se pode falar em reprovação no ensino fundamental. A perspectiva é a de que as aulas voltem em julho para esse público. Após a pandemia, o currículo passou a contar com 800 horas aulas e não mais 200 dias letivos.

Este ano não podemos falar em reprovação”

Solange Pellicer, secretária de Educação

Educação privada

Escolas de Educação Infantil da rede privada poderão ter um cronograma diferenciada da pública e poderão retomar as aulas antes. O cronograma ainda não foi divulgado pela

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade