menu 25-anos
publicidade
publicidade
Compartilhe

Carlos Bassan

Notícias

Hoje tem Encontro de Bandeiras, festa que reúne Folias de Reis em Campinas

Evento é das 8h às 18h, na Associação da Folia de Reis de Campinas (Asfrecam) e a entrada é gratuita

Prefeitura da Campinas, Band Mais

07h03 - 26/01/2020

Atualizado há 2 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

As Folias de Reis em Campinas chegam ao seu ponto alto com o tradicional Encontro de Bandeiras, que está na 41ª edição. O evento acontece neste domingo, 26 de janeiro, das 8h às 18h, na Associação da Folia de Reis de Campinas (Asfrecam) e a entrada é gratuita.

Durante o mês de janeiro, as companhias de Reis fazem as suas festas, comemorando a chegada e o retorno às comunidades, mas é na “Festa da Dona Maria”, como o encontrão é conhecido, que os grupos de Folias da cidade e da região mostram, coletivamente, suas cantorias e evoluções.

“Dona Maria (in memorian) iniciou a tradição em 1978 para pagar uma promessa e seguiu como devota da bandeira, recebendo grupos de muitos lugares, desde cidades vizinhas até foliões de outros estados”, conta Marcela Bonetti, especialista cultural da Secretaria de Cultura de Campinas. “Dona Maria fez tão lindamente esse papel, que ao longo dos anos a festa ganhou destaque na cidade e hoje é feita por sua neta, Regiane, que já ensina sua filha e envolve toda a família nos preparativos”, destaca.

Além da participação dos grupos Ases do Brasil, Voz do Oriente, São José Operário, Estrela Guia, Grupo Folclórico Campinense e Missão Sagrada, a próxima edição receberá os grupos de cultura popular da cidade: Urucungos, Puítas e Quijengues; Baque Mulher; Tambor de Crioula; Samba de Bumbo, Caixeiras das Nascentes e o Savuru, de danças populares.

A Folia de Reis também é motivo de festa neste sábado, 25, com o grupo Voz do Oriente, na Comunidade São Geraldo Magela (Rua Jetiva, 804, Jardim Aeroporto), a partir das 16h.

Patrimônio Imaterial

Em Campinas, a Folia de Reis é reconhecida como patrimônio cultural imaterial desde outubro de 2018, pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas (Condepacc).

“A importância de trazer a celebração do Dia de Reis para a região central, com a participação das Companhias, é uma forma de colaborar para a salvaguarda da Folia de Reis e de contar para a cidade que esses grupos estão pulsantes nas regiões, na cultura popular, indo de casa em casa. Não são mais vistos nos grandes centros, mas todos os anos realizam seus “Giros” e celebram, com suas festas de “chegada”, a tradição da Bandeira de Santos Reis”, afirma a especialista cultural.

A estudiosa lembra que a tradição já teve início em novembro quando as companhias saíram em seus “Giros”, que significam o início da peregrinação que remete aos Reis Magos, que culminam com o tradicional encontro de bandeiras da Vila Castelo Branco.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade