menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Doria aumenta tom contra Bolsonaro

Tucano volta metralhadora contra o uso de R$ 4,8 milhões em campanha do governo federal que incentiva o povo a voltar para as ruas

Band Mais

17h03 - 27/03/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O governador de São Paulo, João Doria, aumentou o tom de crítica em relação ao discurso do presidente Jair Bolsonaro em relação à pandemia da covid-19. Ele criticou duramente o uso de R$ 4,8 milhões com propaganda do governo federal com o mote “O Brasil Não Pode Parar” que fala da necessidade retomada das atividades.

“Esses R$ 4,8 milhões usados para desinformar a população deveria ser utilizado para comprar equipamentos e socorro aos meus pobres. Qual governo federal existe no Brasil? O do Ministério da Saúde ou do Planalto. Precisamos unir e não de ódio. Não é hora de fazer política, campanha, de ideologismo. Essa guerra de saúde e de vida só será vencida se tivermos a capacidade de estarmos unidos”, disse ele.

O governador disse que a tomada de decisão de impor a quarentena e impor restrições é baseada em estudos científicos.

“Não trabalhamos com futurologia. Quem será o fiador das mortes no Brasil?

João Doria, governador de São Paulo

Doria também falou sobre a ameaça de morte que recebeu. “Não tenho medo do Bolsonaro. Fui educado para trabalha e vou continuar fazendo. As pessoas estão seguindo um irresponsável que faz campanha para que as pessoas saiam às ruas”, disse

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

publicidade
publicidade
publicidade