menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Doria recomenda cancelamento de cultos e missas e suspende cobrança de tarifa de água

Suspensão da cobrança de água vai atingir 506 mil pessoas que pagam a tarifa social

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

13h30 - 19/03/2020

Atualizado há 3 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quinta-feira (19/03) novas medidas restritivas para combater a disseminação de coronavírus. Entre elas estão a recomendação de suspensão de cultos e missas, antecipação de férias de professores, por exemplo. Em São Paulo, foram registradas quatro mortes pela Covid-19 e outros 240 casos estão sendo investigados. O governo disse ainda que há 16 pacientes em casos graves internados nas unidades hospitalares – 14 em hospitais privados e dois no Emílio Ribas (público.

Coletiva de imprensa do governador sobre o coronavírus/Governo do Estado

No caso das igrejas, o tucano disse que as igrejas poderão permanecer abertas, porém, é prudente que os cultos que possam promover a concentração de pessoas sejam evitados a partir da próxima segunda-feira (23/03). “Os cultos podem ser feitos virtualmente. E o fiel que for fazer a sua oração na igreja deve ser mantida uma distância de três metros um do outro”, explicou o governador. A recomendação, com prazo de 60 dias, vale para capital e para a Região Metropolitana de São Paulo.

Cobrança de água

O governador também disse que vai suspender por 90 dias, a partir de 1º de abril, a cobrança da tarifa de água para 506 mil famílias – que estão no grupo chamado de tarifa social da Sabesp. “São famílias de menor renda e as que são mais prejudicadas pela crise econômica”, disse Doria. A medida vale para todo o Estado de São Paulo.

Férias

A partir da próxima segunda-feira (23/03) , 166 mil professores das escolas estaduais e do Centro de Paula Souza estarão de férias em todo o estado.

Dívida ativa

O governo vai suspender por 90 dias os protestos contra contribuintes de devedores de impostos do Estado para pessoas físicas e jurídicas. A medida vale a partir do dia 1º de abril. “Permite que estas pessoas possam destinar os recursos para esse momento difícil de transposição da crise do coronovírus”, explicou o governador.

O governador também disse que os supermercados vão vender álcool gel sem margem de lucro

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade