menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Em mensagem, Moro diz “Não estou à venda” para deputada do PSL

Troca de mensagem foi divulgada na noite desta sexta-feira (24)

Band Mais

01h50 - 25/04/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro enviou ao Jornal Nacional, da Rede Globo, desta sexta-feira (24), imagens de trocas de mensagens entre ele e o presidente Jair Bolsonaro, e também com a deputada do PSL, Carla Zambeli.

Moro enviou ao telejornal as “provas” de parte das acusações que fez ao presidente na sua coletiva pela manhã, em que anunciou a sua saída do Ministério da Justiça. A tarde, Bolsonaro fez um pronunciamento, ao lado de quase todos os ministros do governo, e rebateu as falas do ex-ministro.

Na imagem da conversa com o presidente, Moro recebe um link do site “O Antagonista”, enviado por Bolsonaro falando “PF na cola de 10 a 12 deputados bolsonaristas” e escreveu na sequência: “Mais um motivo para a troca [do diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, que foi exonerado nesta sexta-feira (24)]”.

Moro ainda respondeu ao presidente dizendo que não teria sido o diretor-geral da PF que estaria à frente das investigações. “Diligências por ele (o ministro do SFT, Alexandre de Moraes) determinadas, quebras por ele determinadas, buscas por ele determinadas”, dizia a mensagem

Já a imagem da troca de mensagens com a deputada Carla Zambeli (PSL), a parlamentar age para pedir que Moro desista da ideia de deixar o governo. “Me comprometo a fazer Bolsonaro aceitar a ideia”, disse a deputada. Moro respondeu: “Prezada, não estou à venda”.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

publicidade
publicidade
publicidade