menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Esporte

Empate classifica Bragantino às quartas do Paulista e complica Santos

Resultado ajuda Mirassol, que não pode mais ser alcançado pelo Peixe

com informações da Agência Brasil, Band Mais

23h46 - 01/05/2021

Atualizado há 15 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O empate deste sábado (1) entre Red Bull Bragantino e Santos, por 1 a 1, tem peso diferente para as equipes no Campeonato Paulista. Líder do Grupo B, o Massa Bruta garantiu vaga nas quartas de final do Estadual, com uma rodada de antecedência. Por outro, o Peixe segue fora da zona de classificação do Grupo D.

Os dois primeiros colocados de cada chave avançam para o mata-mata. Com 11 partidas disputadas, o Bragantino soma 22 pontos e não pode mais ser atingido pelo Palmeiras, terceiro do Grupo C, dez pontos atrás, mesmo que o Verdão ganhe os três jogos que têm pela frente. O Santos, com dez atuações no Paulistão até o momento, é o terceiro do Grupo D, com dez pontos, um atrás do Guarani, que ocupa o segundo lugar, com uma partida a menos que os santistas.

Quem comemorou a igualdade no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP), foi o Mirassol. Na primeira posição no Grupo D, com 17 pontos, o Leão da Alta Araraquarense não tem mais como ser superado pelo Santos, também se garantindo no mata-mata.

Os primeiros 45 minutos foram de total controle do Bragantino. Aos seis minutos, o meia Claudinho achou Ytalo na área, entre os zagueiros do Santos. O atacante arrematou de primeira, para boa defesa do goleiro João Paulo. Aos 26, o atacante Pedrinho aproveitou um erro do lateral Pará na saída de bola e rolou para Claudinho abrir o marcador em Bragança Paulista. Perdido taticamente, o Peixe exagerou nos arremates de longe, sem direção, assustando apenas aos 33 minutos, em cabeçada de peixinho de Pará.

Na etapa final, o Santos chegou ao empate no primeiro minuto. Marinho lançou o também atacante Lucas Braga, que dominou pela esquerda e finalizou da entrada da área, sem chance para defesa do goleiro Cleiton. O Peixe balançou as redes novamente aos 16 minutos, em chute no ângulo de Jean Mota, na sobra de um lançamento. O árbitro de vídeo (VAR), porém, viu impedimento de Marinho no lance. O gol foi anulado.

O duelo transcorreu de forma equilibrada. Aos 36 minutos, Jean Mota cobrou falta com veneno, obrigando Cleiton a se esticar para evitar a virada. O Massa Bruta, apesar de ter a posse da bola, não tinha a mesma facilidade do primeiro tempo para criar jogadas. Também ao contrário da etapa inicial, o time do interior pecou demais na eficiência das finalizações e deu pouco trabalho a João Paulo. No fim, o placar acabou não se alterando mais.

O Bragantino encerra a participação na primeira fase no domingo da próxima semana (9), contra o Botafogo, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP). No mesmo dia, o Santos recebe o São Bento na Vila Belmiro, em Santos (SP). A Federação Paulista de Futebol (FPF) ainda não definiu os horários. Antes, na quinta-feira (6), o Peixe tem um clássico de vida ou morte pelo Estadual, diante do Palmeiras, às 21h, no Allianz Parque, em São Paulo.

As duas equipes, porém, concentram-se primeiro nos respectivos compromissos continentais. Na terça-feira (4), às 19h15, o Santos pega o The Strongest (Bolívia), na Vila, pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores. Já na quinta, às 21h30, o Bragantino tem pela frente o Talleres (Argentina) pela terceira rodada da Copa Sul-Americana.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade