menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Estado nega reabertura do comércio na próxima segunda-feira em Campinas

Afirmação é de David Uip, coordenador do Comitê de Combate à covid-19

Band Mais

14h57 - 28/04/2020

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O coordenador do Centro de Contingência de combate ao coronavírus no Estado, o infectologista David Uip, disse nesta terça-feira (28/04) que antes do dia 10 de maio, quando termina a quarentena do Estado de São Paulo, nenhuma flexibilização no comércio deve ser feita. Ele referia-se ao plano de abertura gradual do comércio em Campinas proposto pelo prefeito Jonas Donizette (PSB), a partir da próxima segunda-feira. Campinas tem 14 mortes e 306 casos confirmados por covid-19.

Tem que ficar claríssimo a posição do governo de São Paulo. Não tem qualquer possibilidade, de plano da onde for, de abertura antes do dia 10 de maio

David Uip, coordenador do Centro de Contingência de São Paulo

Já o secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann, disse que o pedido de Campinas está sendo analisado. “Nós recebemos o plano e estamos avaliando. Será submetido ao centro de contingenciamento que vai orientar a secretaria de Saúde de Campinas”, disse o secretário.

Entenda o plano
O plano de reabertura do comércio em Campinas, previsto para a próxima segunda-feira (04/05) está previsto em três fases, com prazo de duas semanas cada uma. Algumas atividades serão retomadas com controle de pessoas e adoção de medidas de segurança e higiene.

Na primeira fase será permitida a reabertura do comércio de baixa aglomeração como varejista, escritórios, restaurantes, salão de cabeleireiro e atividades religiosas, entre outras.


A segunda fase é direcionada para as atividades de média aglomeração, como shoppings, cinema e teatro.

Na terceira fase voltarão atividades como cinema Na terceira fase, estão a volta das aulas e reabertura de creches, além de cirurgias eletivas que necessitem de internação.

As medidas serão tomadas levando em conta a capacidade da rede de saúde de atender pacientes com covid-1, monitoramento de leitos, respiradores e de profissionais afastados da saúde, entre outras exigências.

Outro lado

A Prefeitura de Campinas ainda não recebeu oficialmente do Governo do Estado a resposta sobre o pedido para dar início ao plano de retomada das atividades na cidade no dia 04 de maio. O prefeito Jonas Donizette vai se manifestar sobre este assunto na live que fará em suas páginas no Facebook e no Instagram nesta quarta-feira (29/04), às 15h, quando também tratará da Educação e outros assuntos.

Com informações de Tiago Prudente, da Band Mais

3 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

  • Eu digo não adianta fechar os comércios porque pouco povo continua trabalhando mais agente é pobre precisa trabalhar comer pagar conta se vamos morrer de fomes e vírus vcs pensam ponha uso dás máscara só de um jeito de outro jeito vamos morrer do mesmo jeito então vcs pensam não adianta colocar a gente na jeula aí Jesus Cristo 😭 amém

    6
    2
  • angelita poleti disse:

    Mas quando não tiver mais dinheiro ai pedem ao Presidente verba, o povo come o que, o pico era abril, Marco, maio ate quando vai o pico isso é imprevisível portanto se necessário retomar a vida, IPVA, IPTU, Aluguel, Agua, Luz contas contas a pagar é COMIDA

    5
    1
  • Márcio disse:

    Esse governador vai quebrar muitas empresas, eu não vi ninguém parar de fazer sexo por causa da AIDS, é só se prevenir, pior que esse Dória, só o Luladrao.

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade